SKF e Betamotor

A Betamotor sempre esteve conectada à história e à evolução da vida em duas rodas. A empresa foi fundada em Florença em 1904 com o nome "Società Giuseppe Bianchi", para a fabricação de bicicletas feitas à mão. No fim dos anos 1940, com as mudanças que haviam ocorrido na sociedade italiana e o desenvolvimento do transporte motorizado, a empresa fez a transição para a produção de motocicletas.  Nos anos 1960, iniciou-se a parceria entre a SKF e a Betamotor e, por mais de 50 anos, motores, motonetas, motocicletas urbanas e de corrida são equipadas com produtos SKF. 

Nos anos 1970, com o surgimento do setor fora de estrada, a Beta começou a se especializar mais e mais na produção de veículos desse tipo. A especialização sempre veio acompanhada de um compromisso na área de competição, o marco teste para a excelência na produção das motocicletas Beta, inicialmente no setor de motocross e enduro e posteriormente em trilhas, no início dos anos 1980. O estreito envolvimento da Beta com o motociclismo foi marcado com o passar dos anos por uma série de sucessos. As primeiras vitórias no motocross no fim dos anos 1970 e início dos 1980, seguidas mais recentemente pelos Campeonatos Mundiais de Trilhas vencidos por Jordi Tarres e os três títulos mundiais consecutivos de Dougie Lampkin (entre 1997 e 1999). Depois, vieram seis Campeonatos Mundiais em Pista Coberta, incluindo um vencido por Albert Cabestany em 2002, e finalmente, cinco títulos europeus. E, nos últimos anos, mais de 100 campeonatos nacionais foram vencidos em todo o mundo pelas motocicletas da Beta. 

Em 2004, a marca da Beta retornou ao enduro de quatro tempos, com um grande investimento, tanto no desenvolvimento de produção quanto em sua presença nas pistas de competição. Nesse novo campo, a Beta continua fiel à sua missão, que é inspirar nos motociclistas um estilo de pilotagem natural e instintivo. O DNA de suas motos pode ser altamente técnico e orientado ao esporte, mas ainda precisa transmitir uma sensação intensa e proporcionar o máximo de diversão.

De 100 motos fabricadas, mais de 70 são exportadas e as 30 restantes distribuídas dentro da Itália. A rede de marketing realiza operações de vendas diretas na Itália, França, Alemanha, Benelux e na Áustria, e opera por intermédio de importadores no resto do mundo.

SKF logo