Repotencialização de rolamentos industriais contribui para redução dos custos de manutenção e prejuízos com paradas inesperadas

2011 Maio 19, 15:07 AEST

Durante Asset Management 2011 equipe da SKF do Brasil mostrou como este processo contribui para aumento da vida útil do rolamento


Os processos de restauração da condição original de rolamentos, sobretudo os de aplicação industrial, proporcionam um aumento na vida útil deste componentes - aproximando-os da sua curva de vida ideal - e reduz os custos envolvidos na substituição destas peças. A repotencialização é acompanhada de procedimentos de monitoramento, sobretudo de vibração, e que permitem que este processo seja implementado antes que o rolamento apresente falhas e acarrete perdas na produção das plantas em decorrência da parada de seus equipamentos.


"Do universo de rolamentos que são substituídos, cerca de 30% são trocados sem ter danos e 65% apresentam problemas leves, o que implica em aumento dos custos de produção. Deste total, apenas 5% tem danos graves", explica Gilberto Sanches Júnior, coordenador da SKF Ixion Solution Factory.


Se repotencializados antes de apresentar falhas, é possível aproximar estes rolamentos da sua vida útil máxima e que é afetada diretamente por fatores externos ligados às condições naturais do ambiente de trabalho. Entretanto, o especialista alerta para o fato de que 95% dos rolamentos em operação não atingem seu desempenho potencial. "Monitorando estes componentes, é possível acompanhar a sua eficiência e planejar a parada para reparos programados, proporcionando menores custos e pausas na produção", acrescenta.


Existem diferentes níveis de repotencialização que vão desde um polimento leve, com troca de componentes ou não, à necessidade de retificação, processo em que há uma maior intervenção na estrutura do rolamento. A eficácia do processo de repotencialização aplica-se, sobretudo, em componentes de alto custo, com baixa disponibilidade e de engenharia complexa.


Os custos destas operações variam de acordo com o tipo de reparo necessário, mas correspondem entre 30 e 60% do valor de uma peça nova. Dependendo da condição do rolamento e a sua aplicação, ele pode ser repotencializado até quatro vezes.


"Além de otimizar o seu ciclo de vida, este processo contribui ainda para questões ambientais, uma vez que há uma economia de recursos naturais utilizados na produção de um rolamento", conclui Gilberto Sanchez Júnior.


Outras informações:
www.am2011skf.com

Veja as fotos do evento no Facebook da SKF do Brasil

SKF logo