SKF soluciona problema de vibração no acionamento de um dos fornos de cimento da InterCement Brasil

2011 Junho 06, 14:36 AEST

 

Resultado do estudo do comportamento dinâmico será apresentado pela companhia durante palestra no 17º Seminário Brasileiro de Manutenção Preditiva e Inspeção de Equipamentos


O trabalho de monitoramento dinâmico e análise das vibrações dos equipamentos de uma planta industrial, um dos serviços oferecido pela SKF do Brasil, é uma ferramenta eficaz na redução de paradas imprevistas das operações e no gerenciamento das rotinas de manutenção. Um dos resultados deste trabalho será apresentado pela companhia no 17º Seminário Brasileiro de Manutenção Preditiva e Inspeção de Equipamentos, no dia 08 de junho, a partir das 14h, no

Centro de Eventos Panamby do Centro Empresarial, em São Paulo.


A palestra, a ser realizada pela engenheira mecânica da SKF Danuza Santana Dias, mostrará a estratégia implementada na InterCement Brasil, em que a SKF do Brasil resolveu um problema de vibração elevada no redutor do acionamento do forno de cimento da Intercement, Unidade Pedro Leopoldo, em Minas Gerias. Com esta intervenção foi possível controlar a falha, operação que proporcionou à empresa um saving de R$ 1 milhão.


Após uma parada programada para manutenção, o acionamento lado direito do forno de cimento da InterCement Brasil passou a apresentar níveis elevados de vibração no mancal 4 do eixo de entrada.

Combinando técnicas de análise de vibração convencionais, com as formas de deflexões operacionais e simulação numérica, foi possível identificar a raiz do problema, uma ressonância na base metálica do redutor. Esta base sofria deformações que eram transferidas para a carcaça do redutor,  gerando torções e o desalinhamento dinâmico entre os seus eixos e as engrenagens.

Após a identificação do problema, por meio de um modelo virtual, foi possível elaborar e testar uma proposta de solução que eliminasse as ressonâncias na operação identificadas anteriormente.


A solução proposta foi uma alteração e a inclusão de reforços na base do sistema, para aumentar sua rigidez, eliminar a ressonância e diminuir as vibrações elevadas. Esta solução solucionou o problema sem a necessidade de uma parada muito longa para a manutenção e foi possível evitar uma parada repentina da planta em decorrência de problemas ocasionados por esta falha.

"Em algumas direções de medição foi apresentado uma redução na amplitude de aproximadamente 318% nos mancais do redutor e na base a redução chegou até 900% em alguns pontos. Os movimentos irregulares que existiam foram eliminados, proporcionando uma condição ideal de funcionamento do sistema, eliminando as condições de desalinhamentos dinâmico", conclui Danuza Santana Dias.



Sobre a SKF
O grupo sueco SKF é líder mundial nas plataformas de rolamentos, vedações, sistemas de lubrificação, mecatrônica e serviços na área de confiabilidade em manutenção industrial. Dono de um faturamento de US$ 9,5 bilhões em 2010, o grupo está presente em 25 países, com mais de 120 plantas industriais.

A companhia chegou ao Brasil em 1915, oito anos depois de sua fundação na Suécia. No país, a empresa é líder de mercado nos setores em que atua. A produção da unidade brasileira está concentrada na planta industrial de Cajamar, instalada às margens da rodovia Anhanguera, a 30 km da cidade de São Paulo, onde são produzidos rolamentos para veículos leves.



Serviço:
17º Seminário Brasileiro de Manutenção Preditiva e Inspeção de Equipamentos
Data: 08 de junho, a partir das 14h
Local: Centro de Eventos Panamby do Centro Empresarial de São Paulo, São Paulo (SP).


Mais informações e inscrições:
 www.excelenciaeventos.com.br ou pelos telefones 11 5589-5466 / 11 5594-7670.

SKF logo