SKF cresce 20% no setor sucroalcooleiro e passa a atender 90% das usinas no Brasil

2011 Agosto 30, 13:52 BRT

A divisão industrial da unidade brasileira da SKF, que fornece rolamentos e outros componentes para vários segmentos industriais, fechou os sete primeiros meses deste ano com crescimento de 20% no setor sucroalcooleiro em relação ao mesmo período de 2010. As vendas para este segmento, que somaram 70 novos negócios até julho, ajudaram a companhia a aumentar sua presença nas usinas de açúcar e álcool, que passou a atender 90% das empresas que atuam neste setor.

 

"As usinas de açúcar e álcool perceberam que seriam mais eficientes se investissem no aumento da produtividade de suas máquinas. Mostramos que poderíamos ajudar nesse sentido e quase todo o setor passou a adotar nossas soluções", explica Fábio Schmidt, consultor de Vendas da SKF e um dos representantes da companhia na Fenasucro.

 

A indústria sueca participa da XVIII Feira Internacional da Indústria Sucroalcooleira e Agrocana, de 30 de agosto a 2 de setembro em Sertãozinho, no interior de São Paulo, com o objetivo apresentar as novidades tecnológicas desenvolvidas para o setor de cana-de-açúcar e álcool e como elas estão ajudando as empresas do segmento a aumentarem sua produtividade.

 

Durante o evento, a SKF apresenta algumas de suas soluções para o setor. A empresa vai expor correntes de engenharia, acoplamentos e correias, ferramentas para manutenção, vedações CoMo: alinhamento, vibração online e baker, rework, lubrificadores automáticos, Flowline Monitor, mancais, lubrificantes, rolamento: Carb, SRB Vedado e Y agrícola, entre outros.

 


Produtos e serviços para açúcar e álcool em alta

A divisão industrial da SKF atua em duas frentes: venda de produtos e execução de serviços em manutenção industrial. Os produtos da empresa, como rolamentos, correias, polias, acoplamentos e correntes, ajudam a aumentar a transmissão de potência das indústrias e a reduzir os custos das operações com paradas não programadas em máquinas e equipamentos. Por meio da execução de serviços, a companhia faz manutenção preditiva e proativa em sistemas rotativos e ajuda grandes conglomerados a obter mais eficiência na gestão de ativos.

 

Com o aumento da produção de açúcar e álcool em 2011, as vendas de produtos de transmissão de potência no setor sucroalcooleiro aumentaram 70% e a execução de serviços para repotencialização de rolamentos cresceu 40% neste mesmo segmento. Até o final deste ano, a SKF pretende crescer 15% no setor de cana de açúcar e álcool e responder por 14% das vendas da divisão industrial. Entre os clientes da companhia constam nomes como Grupo Raízen, ETH, São Martinho, Tereos e LDC.

 


SKF industrial

A unidade de negócios industriais da SKF Brasil, que fornece rolamentos e outros componentes para vários segmentos industriais, também fechou 2010 em expansão. As vendas cresceram 25% frente a 2009.

 

A divisão abastece 532 plantas em todo o País, resultado 13% superior ao verificado em 2009. Os componentes fornecidos pela SKF são usados na fabricação de produtos linha branca, na produção de máquinas-ferramenta e nos maquinários das indústrias de papel e celulose, siderurgia, mineração, entre outros.

 

A SKF também presta serviços de manutenção industrial no mercado brasileiro. Com a expansão da economia, a demanda pelos serviços cresceu e as vendas desta área registraram crescimento de 8% até julho deste ano. Os 30 clientes de serviços da SKF estão concentrados nos setores de papel e celulose, siderurgia, mineração, alimentos e bebidas, além do setor de petróleo e energia. Deste total, 17 têm contrato de desempenho com a SKF, que assume os riscos em eventuais falhas ocorridas em sistemas monitorados pela SKF. Segundo a ABRAMAN (Associação Brasileira de Manutenção), os investimentos destinados pelas empresas à manutenção chegam a 4,8% do PIB nacional.

SKF logo