SKF avança em eletroeletrônicos com redução do IPI

2012 Janeiro 19, 10:16 BRT

SKF do Brasil prevê aumento de 30% nas encomendasde peças após desoneração do tributo

A desoneração do IPI (Imposto Sobre Produto Industrializado) para os fabricantes de linha branca também está trazendo ganhos diretos aos fornecedores deste segmento. A SKF, fabricante sueca de rolamentos, já sente os efeitos da medida. A companhia já recebeu novas encomendas de clientes deste setor e aguarda por mais pedidos enquanto a norma estiver em vigor.


Na primeira redução do imposto, promovida em 2010, a SKF viu suas encomendas de rolamentos e vedações aumentarem 30%, saltando de 1 milhão de peças para 1,3 milhão. Para os próximos meses, a companhia espera que as encomendas dos fabricantes do setor cresçam na mesma proporção, em torno de 30%.


"As empresas que atuam nesse segmento estão aproveitando esse benefício fiscal para incrementarem suas vendas. Como as vendas estão aquecidas, as encomendas de peças utilizadas em máquinas e equipamentos de linha branca, como rolamentos e vedações, também crescem proporcionalmente. Estamos preparados para abastecer o setor e a manter o estoque de produtos regularizado", diz Donizete Santos, presidente da SKF do Brasil.


A SKF atua no setor elétrico por meio da venda de peças e componentes. A companhia importa os rolamentos utilizados em máquinas e equipamentos da sua fábrica na Argentina enquanto as soluções em vedação são trazidas da unidade do México. A produção de rolamentos do setor elétrico chegou à marca de cinco milhões de componentes em 2011, o que representa aumento de 8% em relação ao ano anterior. Entre os clientes da companhia constam nomes como Electrolux, Mabe, Whirlpool, entre outros.

SKF logo