SKF inaugura terceira operação regional em Três Lagoas

2013 Março 25, 14:19 BRT

Companhia sueca pretende faturar R$ 12 milhões a partir de 2015 com serviços de manutenção industrial
 
A unidade brasileira do grupo SKF, líder mundial na fabricação de rolamentos, equipamentos de monitoramento e serviços industriais, acaba de inaugurar sua primeira unidade no Centro Oeste. O novo escritório em Três Lagoas (MS) faz parte de uma estratégia de regionalização dos negócios da companhia, que inclui proximidade com os clientes e aumento da demanda por produtos e serviços industriais.  A SKF estima receita próxima aos R$ 12 milhões para a unidade sul-mato-grossense a partir 2015, especialmente com a venda de produtos e serviços de manutenção industrial para os setores de Papel e Celulose e Alimentos e Bebidas.
 
“A região concentra grandes operações industriais de papel e celulose e de açúcar e álcool. Estamos de olho nesses segmentos e atentos às oportunidades na região. Vamos concentrar nossos esforços para ajudar essas empresas a melhorarem sua produtividade, a afastarem o risco de paradas não programadas e aumentar o desempenho produtivo”, explica Carlos Alberto Fernandes, diretor de serviços industriais da SKF do Brasil.
 
A partir de Três Lagoas, a SKF pretende expandir seus negócios na região Centro Oeste. Com a abertura dessa unidade, a companhia pode atuar em duas frentes: suporte à rede de distribuidores autorizados e execução de serviços em manutenção industrial. Os produtos da empresa, como rolamentos, correias, polias, acoplamentos e correntes, ajudam a aumentar a eficiência operacional das indústrias e a reduzir os custos das operações com paradas não programadas em máquinas e equipamentos. Por meio da execução de serviços, a companhia faz manutenção preditiva e proativa em sistemas rotativos e ajuda grandes conglomerados a obter mais eficiência na gestão de ativos.
 
A SKF iniciou suas atividades em Três Lagoas há três anos. A companhia atende grandes clientes no município e região prestando consultoria de engenharia aplicada e monitorando equipamentos rotativos. “Até 2015 estimamos atender em torno de 15 clientes na região”, prevê o executivo.
 
Três Lagoas marca a inauguração do primeiro escritório regional da SKF em 2013. No ano passado a companhia chegou a Camaçari (BA) e a Macaé (RJ), ambos com forte atuação no segmento petroquímico. Ainda está prevista para este ano a abertura de um escritório em Belo Horizonte (MG), o que deve ajudar a companhia faturar cerca de R$ 10 milhões apenas com essas unidades. Até 2015 a companhia deve contar com seis escritórios regionais.
 
Referência global em papel e celulose
 
A SKF do Brasil é referência global em projetos de tecnologia de manutenção preditiva, sistemas de lubrificação centralizada e rolamentos. A subsidiária brasileira está chamando a atenção da matriz por ter conquistado nos últimos cinco anos contratos de manutenção nas principais unidades de celulose da América Latina.
 
“O Brasil é hoje um dos centros de referência para papel e celulose no mundo. Tanto que a maioria dos investimentos mundiais foi destinada à nossa região. Isto se deve à grande competitividade que os produtores de celulose encontram por aqui, principalmente devido ao crescimento mais rápido das florestas destinadas à produção de celulose. Além disto, os maiores contratos do mundo da SKF que envolvem produtos e serviços estão aqui no Brasil”, explica Marcos Abbud, gerente do segmento de Papel e Celulose da SKF na América Latina.
 
SKF industrial
 
A divisão industrial da SKF atua em duas frentes: venda de produtos e execução de serviços em manutenção industrial. Os produtos da empresa, como rolamentos, correias, polias, acoplamentos e correntes, ajudam a aumentar a transmissão de potência de equipamentos industriais e a reduzir os custos das operações com paradas não programadas em máquinas e equipamentos. Por meio da execução de serviços, a companhia faz manutenção preditiva e proativa em sistemas rotativos e ajuda grandes conglomerados a obter mais eficiência na gestão de ativos.
 
A divisão abastece cerca de 500 plantas em todo o País. Os componentes fornecidos pela SKF são usados na fabricação de produtos linha branca, na produção de máquinas-ferramenta e nos maquinários das indústrias de papel e celulose, siderurgia, mineração, entre outros.
 
Os clientes de serviços da SKF estão concentrados nos setores de papel e celulose, siderurgia, mineração, alimentos e bebidas, além do setor de petróleo e energia. Outros clientes têm contrato de desempenho com a SKF, que assume os riscos em eventuais falhas ocorridas em sistemas monitorados pela SKF.

SKF logo