SKF investe em dois novos Centros Técnicos Globais na Europa

2014 Fevereiro 06, 10:07 BRT

Como parte do compromisso para aumentar ainda mais o investimento em Pesquisa e Desenvolvimento, a SKF anunciou planos para construir dois novos Centros Técnicos Globais - um em Gotemburgo, na Suécia, e outro em Nieuwegein, na Holanda. Juntos, eles formarão a estrutura do GTCE (Centro Técnico Global da Europa) e permitirão que a SKF utilize por completo seus recursos e sua presença mundial para desenvolver inovações em suas cinco plataformas de tecnologia – rolamentos, vedações, mecatrônica, sistemas de lubrificação e serviços. A SKF já tem um Centro Técnico Global na Índia (GTCI), em Bengaluru, e está expandindo seu Centro Técnico Global na China (GTCC) e transferindo-o para o novo campus em Jiading, Xangai.

“Um dos fatores propulsores da SKF é continuar oferecendo pesquisa e inovação de liderança mundial e criar novos produtos e soluções que ofereçam economia significativa a nossos clientes. Esses dois centros novos fazem parte de uma rede mundial de centros técnicos que o grupo está desenvolvendo”, diz Tom Johnstone, presidente e CEO da SKF. E também comenta: “Nos últimos quatro anos, a SKF mais do que duplicou o número de solicitações de patentes, o que comprova que o investimento maior que fizemos em pesquisa e desenvolvimento está gerando resultados. A abertura desses centros reforça nosso compromisso em aumentar nosso investimento em pesquisa e desenvolvimento e a coloca ainda mais próxima dos clientes”.

Os dois novos centros do GTCE fazem parte da estratégia de tecnologia da SKF de fomentar sua organização mundial de engenharia e desenvolvimento de produtos. O novo Centro Técnico Global de Gotemburgo irá interagir com o MDC (Centro de Desenvolvimento de Fabricação) da SKF, que é o principal centro de desenvolvimento de fabricação do grupo. O novo centro em Nieuwegein irá trabalhar de perto com o ERC (Centro de Engenharia e Pesquisa) da SKF, onde a SKF realiza modernas pesquisas em áreas como simulações dinâmicas avançadas para rolamentos, desenvolvimento avançado de lubrificação e os princípios de tribologia.

Alan Begg, vice-presidente sênior de Desenvolvimento e Tecnologia do Grupo SKF, explica: “O GTCE aproveitará a sinergia com outros centros técnicos globais e se concentrará em áreas como desenvolvimento avançado de produtos, gerenciamento de informações técnicas e testes. Com capacidade total, estima-se que precisaremos empregar mais de 100 engenheiros novos em Nieuwegein e cerca de 50 em Gotemburgo. Eles trabalharão nas áreas de engenharia e desenvolvimento de produtos, bem como na metalurgia de teste, química e análise de desempenho de rolamentos”.

SKF logo