SKF 100 anos

2015 Janeiro 27, 08:42 BRT

O grupo sueco SKF, líder mundial nas plataformas de rolamentos, vedações, sistemas de lubrificação, mecatrônica e serviços na área de confiabilidade em manutenção industrial, está comemorando um século em território brasileiro em 2015.
Oito anos após sua fundação na Suécia, em 1907, a SKF chegou ao Brasil para contribuir ativamente com o processo de industrialização e crescimento econômico nacional ao longo das décadas seguintes.

Nessa época a SKF possuía uma loja instalada no Rio de Janeiro e realizava importações de diversos tipos de rolamentos para suprir o mercado brasileiro.

Em 1943, a sucursal brasileira tornou-se subsidiária. Duas décadas depois, em 1963, aproveitando a demanda por peças devido ao estabelecimento de montadoras ao Brasil na década de 1950, a primeira fábrica nacional da SKF foi inaugurada em Guarulhos. Na década de 80, devido às movimentações de mercado e demanda, a empresa deixou a cidade de Guarulhos e se mudou para a cidade de Cajamar, onde está até hoje.

Nestes últimos 100 anos de Brasil, combinou experiência prática em mais de 40 setores com um conhecimento exclusivo em plataformas de tecnologia para os importantes segmentos industriais, tais como energia, agricultura, naval, ferroviário, mineração, celulose, aeroespacial e, claro, automotivo.
Em outubro de 2014, a SKF anunciou a construção da nova fábrica para a produção de rolamentos de coroas de orientação Kaydon para fabricantes de turbina eólica que fornecem soluções para o setor no Brasil. Com essa postura, hoje a SKF é líder de mercado nos setores em que atua.

História no mundo

Sven Wingquist, inventor do rolamento autocompensador de duas carreiras de esferas, foi um dos membros fundadores e primeiro diretor administrativo em Gotemburgo.
Com apenas um ano de existência, filiais foram abertas na Alemanha e França, e representantes foram designados na Suíça, Finlândia, Bélgica, Dinamarca e Austrália.
Já em 1913, um ano antes de sua chegada ao Brasil, a empresa possuía mais de 3 mil funcionários em diversos países. No ano seguinte, a primeira filial brasileira era organizada para cuidar dos crescentes negócios nacionais.

Depois de mais de um século de atividade, o grupo SKF construiu um legado que atualmente corresponde a mais de 46 mil funcionários espalhados por 100 países e presentes em 140 instalações, das quais 16 centros de tecnologia voltados para

SKF logo