Projetando um futuro sustentável

2015 Fevereiro 04, 08:41 CEST

À medida que as preocupações ambientais tornam-se cada vez mais importantes para as empresas de engenharia e produção, as organizações com pensamentos avançados podem usar a sustentabilidade para aumentar os lucros e o desempenho do negócio, bem como ajudar seus clientes e o planeta, afirma Rob Jenkinson, diretor de sustentabilidade corporativa da SKF

De uma forma ou de outra, cada estágio do processo de fabricação tem um impacto sobre o meio ambiente. Isso se aplica tanto à matéria-prima que uma empresa escolhe usar, quanto à energia utilizada nas operações de produção ou a maneira na qual produtos são descartados no final de sua vida útil. Embora seja extremamente desafiador esperar que uma operação atinja 100% de eficiência e impacto líquido positivo com a atual tecnologia e condições econômicas mundiais, isso não significa que, como fabricantes, engenheiros e líderes comerciais, nós não possamos definir esta como uma meta desejável.

Embora as políticas de responsabilidade social corporativa (CSR) tenham estado presentes de uma forma ou de outra por muitos anos, a crise financeira global em 2008 e 2009 fez com que várias organizações adiassem ou cancelassem muitas de suas iniciativas ambientais. Outras, porém, mantiveram seu foco à medida que perceberam os possíveis benefícios que essas políticas podem trazer aos resultados. Com a economia em lenta recuperação, essa situação está mudando agora, à medida que mais e mais líderes comerciais reconhecem que uma política de CSR forte, consistente e estratégica, incorporada aos valores centrais da organização, é capaz de fornecer valor real e mensurável a cada segmento, seus clientes, funcionários e acionistas.

Em empresas como a SKF, a sustentabilidade tem sido um princípio norteador do negócio por muitos anos. Ela representa um fator importante para a inovação, que abrange tudo, desde a construção de nossa fábrica e escritório, até nossos processos de produção, passando pelo consumo de energia e água e o projeto e entrega de nossos produtos e serviços.

SKF BeyondZero: Uma nova perspectiva

Em 2006, implementamos uma nova estratégia para reduzir de forma ativa e quantitativa nosso impacto ambiental, bem como de nossos clientes e fornecedores. Essa estratégia, chamada de SKF BeyondZero, tornou-se parte importante de nosso DNA, que consiste em duas metas complementares. A primeira é reduzir o impacto ambiental negativo das nossas próprias operações, como também o impacto gerado pelas operações dos nossos fornecedores. A segunda é inovar e oferecer aos clientes novas tecnologias, produtos e serviços que permitam a eles reduzir o consumo e o desperdício de energia.

Ao longo dos anos, como resultado de pesquisa e desenvolvimento aplicados na área de gestão de ciclo de vida ambiental, adquirimos um entendimento muito mais amplo do desempenho ambiental de nossas atividades, produtos e soluções. Aprendemos sobre o impacto ambiental de nossas atividades em diferentes estágios da cadeia de valor; tudo, desde a matéria-prima selecionada, como ela é utilizada e processada, a energia usada pelos produtos SKF quando utilizada em aplicações de clientes e o que acontece com os produtos após o fim de sua vida útil. Isso nos fez perceber que os impactos ambientais podem ser reduzidos em cada estágio da cadeia de valor e que o maior potencial está na fase de uso – o modo em que nossos produtos e soluções funcionam em cada aplicação do cliente.

Eficiência na fabricação

Na prática, demos passos significativos por vários anos para melhorar nossas próprias operações de manufatura. Todas as novas fábricas e centros de logística, onde quer que estejam no mundo inteiro, foram construídas conforme para os mais recentes padrões de construção LEED a Norma de Gestão de Energia ISO 50001. Também temos trabalhado com nossos principais fornecedores para ajudá-los a satisfazer níveis semelhantes de responsabilidade ambiental e para reduzir o nível de energia utilizada, por exemplo, no processo de fabricação de aço de consumo intenso de energia.

Em logística, temos trabalhado com nossos parceiros de transporte para reduzir o impacto ambiental do transporte. Isso inclui limitações contratuais de consumo de combustível para fornecedores de serviços de logística terrestre, menor utilização de transporte aéreo, alta taxa de preenchimento de caminhões e envolvimento no programa Transporte Limpo.

O impacto dessas iniciativas foi grande. Entre 2006 e 2013, quando nossas vendas mundiais aumentaram em 20%, reduzimos nossos requisitos de energia em 13% e em número semelhante nosso total de emissões de gases do efeito estufa, principalmente emissões de dióxido de carbono, de nossas próprias operações.

Gestão de ciclo de vida de produto

Um componente fundamental do conceito SKF BeyondZero é a gestão do ciclo de vida de um produto, do desenvolvimento inicial ao descarte final. Diversos estudos mostraram que vários produtos têm o maior impacto ambiental durante seu uso em aplicações do cliente; em termos de total de emissões de carbono no ciclo de vida, isso pode ser até 75%.

Os produtos SKF que fazem parte do portfólio SKF BeyondZero, que está crescendo rapidamente, precisam atender critérios rigorosos para garantir que o fornecimento de verdadeiras vantagens ambientais a cada cliente, sem afetar o desempenho e a qualidade do produto ou a confiabilidade na manutenção. Esses critérios dividem-se em duas categorias:

  • Projetado para o meio ambiente: O produto ou solução tem que oferecer vantagens ambientais por conta própria através de algumas características inerentes, como baixo atrito ou redução de peso
  • Aplicado para o meio ambiente: O produto ou solução deve ajudar, comprovadamente, a melhorar o desempenho ambiental da aplicação do cliente em que ele é usado
Exemplos típicos dos produtos e soluções do portfólio SKF BeyondZero incluem motores magnéticos permanentes de alta velocidade e eficiência energética para uso com ventiladores de aeração em unidades de tratamento de efluentes. Eles podem reduzir o consumo de energia em até 40%, proporcionando vantagens comerciais e ambientais. Da mesma forma, os rolamentos rígidos de esferas SKF Sealed Energy Efficient (E2) reduzem significativamente o movimento de atrito, levando a possíveis economias de energia; embora elas possam ser relativamente modestas para cada rolamento; quando se considera o impacto acumulado com o tempo das trocas de todos os rolamentos utilizados em motores industriais, bombas e ventiladores, essas economias podem ser consideráveis. Outros desenvolvimentos incluem a unidade de linhas de lingotamento SKF ConRo totalmente vedada para uso em operações de lingotamento contínuo na indústria siderúrgica; isso pode reduzir as emissões de CO2 em uma estimativa de 1,5 tonelada por linha de lingotamento ao ano.

Tornando-se inteligentes

A mudança cada vez mais rápida em direção a fábricas inteligentes, onde dispositivos inteligentes, como os rolamentos SKF Insight, são utilizados em sofisticadas redes de controle e automação, terão um forte impacto na sustentabilidade no setor de fabricação. No curto prazo, a capacidade de "smartificar" as operações de produção reduzirá o consumo de energia e água e prolongará a vida útil das máquinas para reduzir ainda mais a sucata e resíduos. Em um prazo mais longo, os dados e as experiências adquiridos com a execução de sistemas inteligentes ajudarão as empresas a desenvolver uma nova geração de ferramentas e processos de fabricação e também poderão afetar o projeto e a construção tanto das instalações quanto das linhas de produção. Em cada um dos casos, haverá a oportunidade de reprojetar sistemas existentes para atender os desafios de uma sustentabilidade cada vez melhor em um ambiente global cada vez mais difícil e competitivo.

SKF logo