Roberto Napione

Roberto Napione sobre Robótica Inteligente na fabricação
Napione atualmente gerencia o novo Centro de Excelência em Máquinas da SKF, uma equipe global dedicada à fabricação de nível mundial e ao projeto, aprendizado e padronização de máquinas. Napione está na SKF desde 1992 desempenhando diversos cargos, principalmente no segmento automotivo. 

Napione reside em Airasca, na Itália, e gosta de esquiar e jogar tênis em seu tempo livre. 

Roberto afirmou:

“Isaac Asimov disse: ‘Ao final, não se pode distinguir entre um robô e o melhor ser humano.’ Um robô inteligente tem um sensor, pode aprender sobre seu ambiente, desenvolver novas habilidades e compartilhar seu conhecimento com outros robôs. 

A fábrica do futuro terá um nível de tecnologia muito elevado, não somente com robôs, mas com impressoras 3D, comunicação muito rápida, e eu diria que com o uso de máquinas completamente sensorizadas e controladas por um sistema global. Haverá, também, mais atenção com o ambiente de trabalho para que seja mais convidativo para as pessoas. 

A Coreia do Sul é o país com a mais alta densidade de robôs, 400 robôs para cada 10 mil funcionários, enquanto que na Alemanha são 300 e, na China, a densidade é baixa no momento mas está aumentando muito. Em 2018, a China terá 1,4 milhão de robôs. 

A taxa de desemprego está constante e, se analisarmos a tendência para a venda e o uso de robôs, não percebemos uma relação direta entre o desemprego e o uso de robôs.”
SKF logo