Rolamentos rígidos de uma carreira de esferas

Rolamento rígido de uma carreira de esferas

Os rolamentos rígidos de uma carreira de esferas estão disponíveis abertos ou tampados (com vedações ou placas de proteção). Os rolamentos abertos, também disponíveis tampados, podem apresentar rebaixos nas faces laterais do anel (fig. 1).

Os rolamentos em polegadas SKF das séries EE(B), RLS e RMS são indicados como itens do mercado de peças de reposição; portanto, a SKF recomenda não usar esses rolamentos em novos projetos de arranjos de rolamentos.

A SKF também pode fornecer rolamentos com furo cônico. Para obter informações mais detalhadas, entre em contato com a SKF.

Rolamentos tampados

As diretrizes de seleção para diferentes placas de vedação em várias condições operacionais são listadas na tabela 1. No entanto, essas diretrizes não substituem o teste de uma vedação ou placa de proteção na aplicação. Para obter informações adicionais, consulte Soluções de vedação.

As vedações, instaladas em um rebaixo no anel externo, fazem um contato bom e positivo com o rebaixo, sem deformar o anel externo. As placas de vedação estão disponíveis como:

Placas de proteção (sufixo de designação Z)

  • são destinadas, em princípio, a aplicações em que o anel interno gira
  • são encaixadas no anel externo e formam uma fresta estreita com o anel interno
  • são feitas de aço laminado
  • estão disponíveis, por padrão, com uma extensão no furo da placa de proteção (fig. 2), com exceção de alguns tamanhos sem extensão
  • protegem contra sujeira e resíduos sem perdas por atrito

Vedações sem contato (sufixo de designação RZ, fig. 3)

  • proporcionam maior eficácia na vedação do que as placas de proteção
  • podem ser operadas nas mesmas velocidades que as placas de proteção
  • formam uma fresta extremamente estreita com o ressalto do anel interno
  • são feitas de NBR reforçada com aço laminado (resistente a desgaste e óleo)

Vedações de baixo atrito (sufixos de designação RSL ou RST)

  • proporcionam maior eficácia na vedação do que as vedações sem contato
  • são feitas de NBR reforçada com aço laminado (resistente a desgaste e óleo)
O modelo RSL (fig. 4):
  • podem ser operadas nas mesmas velocidades que as placas de proteção
  • praticamente não entra em contato com um rebaixo no ressalto do anel interno
  • está disponível para os rolamentos das séries 60, 62, 63 em dois modelos, dependendo do tamanho
O modelo RST (fig. 5):
  • faz contato positivo com um rebaixo no ressalto do anel interno para uma boa eficiência na vedação
  • está disponível para os rolamentos das séries 60, 62 e 63 em três modelos RST, dependendo do tamanho

Vedações de contato (sufixos de designação RSH, RSH2, RS1 ou RS2)

  • são feitas de aço laminado reforçado
    • NBR
    • FKM (sufixo de designação RS2 ou RSH2, disponível sob encomenda)
  • estão disponíveis em modelos diferentes, dependendo do rolamento com o qual são usadas:
    • para os rolamentos da série 60, 62 e 63 em dois modelos RSH (fig. 6), dependendo do tamanho
    • para modelos RS1, com vedação contra o ressalto do anel interno ou contra um rebaixo na face lateral do anel interno (fig. 7), o modelo relevante é determinado pela dimensão d1 ou d2 na tabela de produtos.

AVISO

Vedações feitas de FKM (borracha fluorada), expostas ao fogo ou a temperaturas acima de 300 °C (570 °F) são um risco à saúde e ao meio ambiente! Elas permanecem perigosas, mesmo depois de terem esfriado.

Leia e siga atentamente as precauções de segurança em Materiais de vedação.

Unidades de rolamentos vedados para óleo ICOS

  • são utilizadas normalmente para aplicações com requisitos de vedação que excedem a capacidade das soluções de vedação padrão (ou seja, retenção de óleo)
  • têm as seguintes características, em comparação aos rolamentos com soluções de vedação externa:
    • precisam de menos espaço axial
    • simplificam a montagem
    • evitam uma usinagem cara do eixo, pois o ressalto do anel interno é a superfície de apoio da vedação
  • consiste em um rolamento rígido de esferas da série 62 e uma vedação SKF WAVE (fig. 8):
    • Lábio único, vedação radial de eixo carregada por mola
    • feita de NBR
  • tem os limites de velocidade indicados na tabela de produtos que se baseiam na velocidade periférica permitida para a vedação (14 m/s)

Graxas para rolamentos com tampa

Os rolamentos tampados em ambos os lados são lubrificados para a vida útil do rolamento e praticamente dispensam manutenção. Os rolamentos são preenchidos com uma das seguintes graxas:

  • rolamentos rígidos de esferas padrão → tabela 2
  • rolamentos rígidos de esferas em polegadas
    • D < 63,5 mm → MT47
    • D ≥ 63,5 mm → MT33
Sob encomenda, os rolamentos podem ser fornecidos com as seguintes graxas especiais:
  • Graxa para altas temperaturas GJN
  • graxa para uma faixa de temperaturas extensa HT ou WT
  • ampla faixa de temperaturas e graxa de baixo ruído LHT23
  • graxa para baixas temperaturas LT

As especificações técnicas das várias graxas estão listadas na tabela 3.

A graxa padrão não é identificada na designação do rolamento (sem sufixo de designação). Graxas especiais são indicadas pelo sufixo de graxa correspondente. Verifique a disponibilidade dos rolamentos com graxas especiais, antes de efetuar o pedido.

Vida útil da graxa para rolamentos tampados

  • é apresentada como L10, ou seja, o tempo ao final do qual 90% dos rolamentos ainda estão confiavelmente lubrificados (diagrama 1)
  • depende:
    • da temperatura operacional
    • do fator n dm
    • do fator de desempenho da graxa (GPF) (tabela 3)
A vida útil da graxa indicada é válida sob a seguinte combinação de condições operacionais:
  • eixo horizontal
  • rotação do anel interno
  • carga leve (P ≤ 0,05 C)
  • temperatura operacional dentro da zona verde de temperatura da graxa (tabela 3)
  • máquina estacionária
  • baixos níveis de vibração

Se as condições operacionais forem diferentes das descritas acima, a vida útil da graxa obtida nos diagramas deverá ser ajustada:

  • para eixos verticais → 50% do valor obtido
  • para cargas mais pesadas (P >0,05 C) → use o fator de redução (tabela 4)
Quando os rolamentos tampados devem operar em determinadas condições severas como, por exemplo, em velocidades muito altas ou em temperaturas elevadas, poderá ocorrer vazamento de graxa no diâmetro tampado. Em arranjos de rolamentos em que esta situação seja prejudicial, deverão ser tomadas medidas adequadas. Para obter informações adicionais, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação SKF.
Rolamentos com canal para o anel de retenção
  • podem simplificar o projeto de um arranjo
    • ao fixar o rolamento axialmente no mancal com um anel de retenção (fig. 9)
    • ao economizar espaço
    • ao reduzir significativamente o tempo de montagem.

Os anéis de retenção apropriados são mostrados na tabela de produtos junto com a designação e as dimensões.

As seguintes variantes estão disponíveis: (fig. 10):

  • rolamentos abertos somente com uma ranhura para o anel de retenção (sufixo de designação N)
  • rolamentos abertos com um anel de retenção (sufixo de designação NR)
  • rolamentos com um anel de retenção e uma placa de proteção no lado oposto (sufixo de designação ZNR)
  • rolamentos com um anel de retenção e uma placa de proteção no mesmo lado (sufixo de designação ZNBR)
  • rolamentos com um anel de retenção e uma placa de proteção em ambos os lados (sufixo de designação 2ZNR)
Rolamentos SKF Explorer
  • são parte da linha padrão dos rolamentos rígidos de uma carreira de esferas SKF
  • são mostrados em azul na tabela de produtos
Rolamentos Quiet Running para geradores elétricos grandes
  • foram projetados para atender a requisitos de ruído rigorosos
  • são utilizados normalmente em geradores de turbina eólica
  • proporcionam desempenho consistente em uma variedade de condições operacionais
  • são identificados pelo sufixo de designação VQ658
    (→ Rolamentos rígidos de esferas SKF Quiet Running)
Gaiolas

Os rolamentos rígidos de uma carreira de esferas SKF são fornecidos com uma das gaiolas mostradas na tabela 5. A gaiola de aço estampado padrão não é identificada na designação do rolamento. Se forem necessárias gaiolas que não sejam padrão, verifique a disponibilidade, antes de encomendar.

Quando usados em temperaturas altas, alguns lubrificantes podem causar um efeito prejudicial nas gaiolas de poliamida. Para obter mais informações sobre a adequação das gaiolas, consulte Gaiolas e Materiais da gaiola.

Rolamentos pareados
  • são usados onde a capacidade de carga de um rolamento único é inadequada
  • são usados onde o eixo precisa ser fixado axialmente em ambas as direções com uma determinada folga axial
  • onde são montados imediatamente adjacentes um ao outro, distribuem a carga entre os rolamentos sem a necessidade de calços ou dispositivos semelhantes

Uma marcação "em forma de V" na superfície externa dos anéis externos dos rolamentos pareados (fig. 11) indica como o par deve ser montado. Os pares de rolamentos são fornecidos como um pacote único.

Os pares pareados podem ser fornecidos em três arranjos diferentes (fig. 12):

Arranjo em tandem (sufixo de designação DT)

  • é usado onde a capacidade de carga de um único rolamento é inadequada
  • tem linhas de carga paralelas e, portanto, divide as cargas radiais e axiais igualmente
  • pode suportar cargas axiais em ambas as direções.

Arranjo em O (sufixo de designação DB)

  • tem linhas de carga que divergem em direção ao eixo do rolamento
  • proporciona um arranjo de rolamentos relativamente rígido
  • pode suportar cargas no momento de inclinação
  • pode suportar cargas axiais em ambas as direções, mas apenas em um rolamento em cada direção

Arranjo em X (sufixo de designação DF)

  • tem linhas de carga que convergem em direção ao eixo do rolamento
  • é menos sensível ao desalinhamento, mas não é tão rígido quanto o arranjo em O
  • pode suportar cargas axiais em ambas as direções, mas apenas em um rolamento em cada direção
SKF logo