Sufixos C

Projeto interno diferente ou modificado com as mesmas dimensões máximas. Como regra, o significado da letra está ligado à série de rolamentos em questão

Exemplos: 7210 C Rolamento de uma carreira de esferas de contato angular com um ângulo de contato de 15°
    21306 C Rolamento autocompensadores de rolos com um anel interno sem flange, rolos simétricos, anel-guia frouxo e gaiola tipo janela de aço estampado
Rolamento Y com diâmetro externo cilíndrico, por exemplo, YET 205 C CA Rolamento autocompensador de rolos do tipo C, mas com flanges de retenção no anel interno e uma gaiola usinada Rolamento de uma carreira de esferas de contato angular para pareamento universal.
  • Dois rolamentos dispostos em O ou em X apresentam uma folga interna axial menor do que a normal (CB) antes da montagem.
    C
    CACRolamento autocompensador de rolos do tipo CA, mas com melhor orientação dos rolos
    CB
    1. Rolamento de uma carreira de esferas de contato angular para pareamento universal. Dois rolamentos dispostos em O ou em X apresentam uma folga interna axial normal antes da montagem
    2. Folga axial controlada de rolamento de contato angular de duas carreiras de esferas
    CC
    1. Rolamento autocompensador de rolos do tipo C, mas com melhor orientação dos rolos
    2. Rolamento de uma carreira de esferas de contato angular para pareamento universal. Dois rolamentos dispostos em O ou em X apresentam uma folga interna axial menor do que a normal (CB) antes da montagem.
    CDRolamento de uma carreira de esferas de contato angular com um ângulo de contato de 15° e projeto interno otimizado
    CLNRolamento de rolos cônicos com tolerâncias correspondentes à classe de tolerância ISO 6X
    CL0Rolamento de rolos cônicos com dimensões em polegadas e tolerâncias de classe 0, de acordo com o padrão ANSI-ABMA 19.2:1994
    CL00Rolamento de rolos cônicos com dimensões em polegadas e tolerâncias de classe 00, de acordo com o padrão ANSI-ABMA 19.2:1994
    CL3Rolamento de rolos cônicos com dimensões em polegadas e tolerâncias de classe 3, de acordo com o padrão ANSI-ABMA 19.2:1994
    CL7CRolamento de rolos cônicos com comportamento friccional especial e precisão de funcionamento aumentada
    CNFolga interna normal, geralmente usada em conjunto com uma letra adicional que identifica uma faixa de folga reduzida ou deslocada

    Exemplos: CNH Metade superior da faixa de folga normal
      CNL Metade inferior da faixa de folga normal
  • CNM Dois quartos do meio da faixa de folga Normal
  • CNP Metade superior da folga Normal e metade inferior da folga C3
  • CNR Rolamentos de rolos cilíndricos com faixa de folga Normal, segundo DIN 620-4:1982
  • As letras indicadas acima também são utilizadas em conjunto com as classes de folga C2, C3, C4 e C5, como C2H
    CVRolamento de rolos cilíndricos com número máximo de rolos e projeto interno modificado
    CSVedação de contato de borracha de acrilonitrila-butadieno (NBR) reforçada com aço laminado em um lado do rolamento
    2CSVedação de contato CS em ambos os lados do rolamento
    CS2Vedação de contato em fluoelastômero (FKM) reforçada com aço laminado em um lado do rolamento
    2CS2Vedação de contato CS2 em ambos os lados do rolamento
    CS5Vedação de contato de borracha de acrilonitrila-butadieno hidrogenada (HNBR) reforçada com aço laminado em um lado do rolamento
    2CS5Vedação de contato CS5 em ambos os lados do rolamento
    C1Folga interna do rolamento menor que a C2
    C2Folga interna do rolamento menor que a normal
    C3Folga interna do rolamento maior que a normal
    C4Folga interna do rolamento maior que a C3
    C5Folga interna do rolamento maior que a C4
    C02Tolerância reduzida para precisão de giro do anel interno do rolamento montado
    C04Tolerância reduzida para precisão de giro do anel externo do rolamento montado
    C08C02 + C04
    C083C02 + C04 + C3
    C10Tolerância reduzida para o diâmetro do furo e o diâmetro externo
    SKF logo