Gaiolas de polímero

Poliamida 66
Para a maioria das gaiolas moldadas por injeção, utiliza-se poliamida 66 (PA66). Esse material, com ou sem reforço de vidro, caracteriza-se por uma combinação favorável de resistência e elasticidade. As propriedades mecânicas, como resistência e elasticidade, dos materiais de polímero dependem da temperatura e estão sujeitas à deterioração. Os fatores mais importantes que desempenham um papel nesse processo de envelhecimento são temperatura, tempo e o agente (lubrificante) ao qual o polímero é exposto. O diagrama 1 mostra a relação entre esses fatores para PA66 reforçada com fibra de vidro. Ele mostra que a vida útil da gaiola diminui com o aumento na temperatura e com a agressividade do lubrificante.
Portanto, a adequação das gaiolas de poliamida a uma aplicação específica depende das condições operacionais e dos requisitos de vida útil. A classificação de lubrificantes como "agressivos" e "suaves" é refletida pelas temperaturas operacionais permitidas para gaiolas de PA66 reforçado com fibra de vidro com vários lubrificantes tabela 1. A temperatura operacional permitidana tabela 1 é definida como a temperatura que proporciona uma vida de envelhecimento da gaiola de pelo menos 10 mil horas de operação.
Alguns agentes são ainda mais "agressivos" que os fornecidos na tabela 1. Um exemplo típico é a amônia, utilizada como refrigerante em compressores. Nesses casos, as gaiolas de fibra de vidro reforçada PA66 não devem ser usadas em temperaturas operacionais acima de 70 °C .
A poliamida também apresenta um limite baixo de temperatura porque ela perde sua elasticidade, o que pode causar falhas na gaiola sob condições extremamente frias. Como resultado, as gaiolas de PA66 reforçadas com fibra de vidro não devem ser usadas em aplicações nas quais a temperatura operacional contínua seja inferior a –40 °C .
Em aplicações nas quais um alto grau de rigidez é um parâmetro operacional essencial, como em caixas de mancal de eixo ferroviário, pode ser usada uma PA66 modificada e super-resistente. Para obter informações adicionais, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação SKF.
Poliamida 46
A poliamida 46 reforçada com fibra de vidro (PA46) é o material padrão das gaiolas para alguns rolamentos de rolos toroidais CARB pequenos e médios. A temperatura operacional permitida é 15 °C maior que a PA66 reforçada com fibra de vidro.
Polieteretercetona
A polieteretercetona (PEEK) reforçada com fibra de vidro é popular para aplicações exigentes em que existem altas velocidades ou altas temperaturas ou uma necessidade de resistência química. As propriedades excepcionais do PEEK oferecem uma combinação superior de resistência e flexibilidade, alta faixa de temperaturas operacionais, grande resistência química e ao desgaste e boa processabilidade. Devido a essas notáveis características, as gaiolas em PEEK estão disponíveis como padrão para alguns rolamentos de rolos cilíndricos e de esferas, como rolamentos híbridos e/ou de alta precisão. A temperatura máxima para uso em alta velocidade é limitada a 150 °C, , pois esta é a temperatura de amolecimento do polímero. O material não mostra sinais de envelhecimento pela temperatura ou por aditivos de óleo de até 200 °C .
SKF logo