Lubrificação a graxa

A maioria dos rolamentos de esferas são lubrificados com graxa. Em comparação com o óleo, a vantagem é que a graxa é retida com mais facilidade no arranjo de rolamentos, principalmente onde os eixos são inclinados ou verticais. A graxa também pode contribuir para vedar o arranjo contra contaminantes sólidos e líquidos, bem como a umidade.
Os termos utilizados para categorizar as faixas de velocidade, temperaturas e cargas para lubrificação a graxa podem diferir daqueles utilizadas para rolamentos. Os termos normalmente utilizados para rolamentos lubrificados com graxa estão definidos nas tabelas a seguir:
  • tabela 1: faixas de velocidade para rolamentos radiais lubrificados com graxa
  • tabela 2: faixas de temperaturas para graxas
  • tabela 3: faixas de carga para graxas
A quantidade de graxa aplicada ao rolamento depende da aplicação. Uma quantidade muito pequena de graxa resulta em contato de metal com metal e falha prematura do rolamento. Quantidades excessivas de graxa fazem com que a temperatura operacional do rolamento aumente rapidamente, especialmente ao trabalhar em velocidades altas. Rolamentos com vedações ou placas de proteção (rolamentos com tampa) são preenchidos pela SKF com uma quantidade suficiente de graxa para proporcionar vida útil longa do rolamento.
Dependendo da faixa de velocidade (tabela 1), a SKF recomenda as seguintes porcentagens de preenchimento com graxa para rolamentos:
  • 100% para velocidades lentas
  • 30 a 50% para velocidades médias a altas
O volume livre no mancal deve estar parcialmente preenchido com graxa. Antes de operar em velocidade total, deve-se deixar que o excesso de graxa no rolamento se acomode ou escape durante um período de funcionamento inicial. No final do período de funcionamento inicial, a temperatura operacional cai consideravelmente, indicando que a graxa foi distribuída no arranjo de rolamentos.
Em aplicações onde os rolamentos operam em velocidades muito baixas e uma boa proteção contra contaminação e corrosão for necessária, a SKF recomenda preencher até 90% do mancal com graxa.
SKF logo