Reabastecimento

Conforme mencionado na introdução de Lubrificação, o volume livre no rolamento deve estar totalmente preenchido durante a montagem, enquanto o volume livre no mancal geralmente deve estar parcialmente preenchido. Dependendo do método pretendido de reabastecimento, a SKF recomenda as seguintes porcentagens de preenchimento com graxa para este volume livre no mancal:
  • 40% ao reabastecer pela lateral do rolamento (fig. 1).
  • 20% ao reabastecer através dos furos para lubrificação no anel interno ou externo do rolamento (fig. 2).
Quantidades adequadas para reabastecimento na lateral de um rolamento podem ser obtidas a partir de

Gp = 0,005 D B

e, para o reabastecimento pelo anel interno ou externo do rolamento, a partir de

Gp = 0,002 D B

onde
Gp
=quantidade de graxa a ser adicionada no reabastecimento [g]
=largura total do rolamento [mm] (para rolamentos de rolos cônicos, use T, para rolamentos axiais, utilize a altura H)
D=diâmetro externo do rolamento [mm]
Para aplicar graxa com uma pistola de graxa, é necessário um pino graxeiro no mancal. Se as vedações de contato são utilizadas, um furo de escape no mancal também deve ser fornecido para que o excesso de graxa não se acumule no espaço ao redor do rolamento (fig. 1 e fig. 2). Caso contrário, isso pode provocar um aumento permanente na temperatura do rolamento. O furo de dreno deve estar tampado quando for utilizada água com alta pressão para limpeza.
O excesso de graxa coletada no espaço ao redor do rolamento pode causar picos de temperatura, que podem ter um efeito prejudicial sobre a graxa, bem como sobre o rolamento. Ele é mais pronunciado quando os rolamentos operam em altas velocidades. Nesses casos, a SKF recomenda a utilização de um defletor de graxa juntamente com um furo de dreno. Isso evita um excesso de lubrificação e permite que a relubrificação seja executada com a máquina em funcionamento. Um furo de dreno de graxa é composto basicamente por um disco que gira com o eixo e que forma uma fresta estreita em conjunto com a tampa de fechamento do mancal (fig. 3). O excesso de graxa e a graxa usada são lançados para dentro de uma cavidade anular e sai do mancal por uma abertura no lado inferior da tampa de fechamento.
Para obter mais informações sobre o design e o dimensionamento dos defletores de graxa, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação da SKF.
Para assegurar que a graxa nova realmente está atingindo o rolamento e substituindo a graxa velha, o duto de lubrificação da caixa deve alimentar a graxa adjacente à face lateral do anel externo (fig. 1 e fig. 4) ou, de preferência, no rolamento. Para proporcionar uma lubrificação eficiente, alguns tipos de rolamentos, por exemplo, rolamentos autocompensadores de rolos, são fornecidos com um canal circular e/ou um ou mais furos para lubrificação no anel interno ou externo (fig. 2 e fig. 5).
Para substituir efetivamente a graxa usada, é importante relubrificar o rolamento com a máquina em funcionamento. Nos casos em que a máquina não está em funcionamento, o rolamento deve ser girado durante o reabastecimento. Ao lubrificar o rolamento através do anel interno ou externo, a graxa nova é aplicada diretamente no volume livre no rolamento. Portanto, a quantidade de graxa necessária é menor se comparada com a relubrificação pela lateral. Pressupõe-se que os dutos de lubrificação foram preenchidos com graxa durante o processo de montagem. Se não foram, uma quantidade maior de graxa será necessária para compensar os dutos vazios durante o primeiro reabastecimento.
Onde forem utilizados dutos de lubrificação longos, verifique se a graxa pode ser bombeada adequadamente na temperatura ambiente prevalecente.
A graxa no mancal deve ser substituída quando o volume livre no mancal estiver aproximadamente 75% completo. Quando a relubrificação é feita pela lateral e ao começar com 40% do preenchimento inicial do mancal, o preenchimento de graxa completo deve ser trocado após aproximadamente cinco reabastecimentos. Devido ao preenchimento inicial inferior do mancal e da quantidade superior reduzida durante o reabastecimento no caso de relubrificação do rolamento diretamente pelo anel interno ou externo, a renovação só é necessária em casos excepcionais.
SKF logo