Soluções de vedação

A SKF fornece todos os rolamentos Y tampados com uma vedação ou placa de proteção nos dois lados. Em aplicações típicas de rolamento Y, nenhuma proteção externa adicional é necessária. Portanto, os rolamentos Y estão disponíveis em vários projetos de arranjos de vedação para atender às demandas de uma ampla variedade de condições operacionais.
Vedações padrão
As vedações padrão para rolamentos Y consistem em uma arruela de aço laminado estampado com um lábio de vedação feito de borracha de nitrilo butadieno vulcanizada na superfície interna (fig. 1, sufixo de designação VP274 para rolamentos com um anel interno padrão e sem sufixo de designação para outros rolamentos Y). A arruela de aço laminado sem contato forma uma fresta estreita com a superfície cilíndrica do ressalto do anel interno e protege a vedação contra contaminantes grossos.
Vedações padrão com defletores adicionais
Para ambientes mais contaminados, a SKF recomenda rolamentos Y equipados com uma vedação padrão e um defletor comum adicional em ambos os lados (fig. 2, sufixo de designação 2F). O defletor, feito de aço laminado ou aço laminado inoxidável, possui um ajuste interferente no anel interno, melhorando consideravelmente a eficácia da vedação sem aumentar o atrito. Essas vedações estão disponíveis apenas para os rolamentos com anel interno prolongado em ambos os lados.
Vedações múltiplas
Para ambientes altamente contaminados, a SKF recomenda rolamentos Y equipados com vedação múltipla altamente eficaz em ambos os lados (fig. 3, sufixo de designação 2RF). Esse arranjo de vedação consiste em uma vedação padrão e um defletor com lábio de borracha de nitrilo butadieno. O lábio do defletor veda axialmente contra a vedação padrão. O espaço entre o lábio do defletor e o eixo é preenchido com graxa para proporcionar proteção adicional. Essas vedações estão disponíveis apenas para os rolamentos com anel interno prolongado em ambos os lados.
Vedações de 5 lábios
Para ambientes altamente contaminados, como aplicações agrícolas, a SKF recomenda rolamentos Y equipados com a vedação de 5 lábios em ambos os lados patenteada (fig. 4). A vedação consiste em um inserto de aço laminado com uma vedação de contato vulcanizada de 5 lábios feita de um composto de borracha de nitrila butadieno (NBR) de baixo atrito. O inserto de aço, que protege a vedação contra contaminantes sólidos, é mantido no lugar por uma ranhura no anel externo do rolamento. Cada lábio de vedação possui um projeto diferente para proporcionar melhor desempenho de vedação em resposta às diferentes condições operacionais, incluindo desalinhamento dinâmico. Os lábios mais externos e internos atuam como um labirinto para evitar a entrada de contaminantes e o vazamento de graxa, respectivamente. Os três lábios internos fazem contato constante com o ressalto do anel interno.
Vedações para rolamentos Y SKF Energy Efficient

Essas vedações minimizam o momento de atrito em rolamentos Y SKF Energy Efficient, ao mesmo tempo que proporcionam uma proteção eficaz em ambientes menos contaminados. As vedações são feitas de borracha de nitrila butadieno (NBR) e são reforçadas com aço laminado. O lábio possui um projeto inovador fino e flexível (fig. 5). Elas são instaladas em um rebaixo do anel externo e vedação contra o ressalto do anel interno. O inserto de aço laminado protege contra contaminantes sólidos.

Dependendo da série do rolamento, o efeito da vedação pode ser aprimorado com a adição de defletores comuns de aço laminado (sufixo de designação 2F). Os defletores possuem um ajuste interferente no anel interno e não aumentam o atrito.

Vedações RS1

Os rolamentos Y com anel interno padrão são equipados com uma vedação RS1 em ambos os lados. Essas vedações de contato de borracha de nitrila butadieno (NBR), desenvolvidas para rolamentos rígidos de esferas padrão SKF, são reforçadas com um inserto de aço laminado (fig. 6, sufixo de designação 2RS1). Elas são instaladas em um rebaixo do anel externo e deslizam contra o ressalto do anel interno.

Os rolamentos Y com anel interno padrão com sufixo de designação VP274 são equipados com vedações padrão.

Placas de proteção
Sob encomenda, os rolamentos Y podem ser fornecidos com uma placa de proteção nos dois lados. As placas de proteção de aço laminado são instaladas em um rebaixo no anel externo e não fazem contato com o anel interno, mas formam uma fresta estreita (fig. 7, sufixo de designação VP076). Elas são desenvolvidas para aplicações, nas quais o nível de contaminação é baixo e o atrito adicional deve ser evitado. Os rolamentos com placas de proteção não devem ser utilizados caso água, vapor ou umidade entrem no rolamento.
Graxas para rolamentos com tampa

Os rolamentos Y são preenchidos com uma das seguintes graxas:

  • Rolamentos Y SKF Energy Efficient
    → graxa GE2 de baixo atrito
  • rolamentos Y zincados e de aço inoxidável
    → graxa apropriada para alimentos GFJ
    Essa graxa atende aos requisitos listados nas "Guidelines of section 21 CFR 178.3570" (Diretrizes da seção 21 CFR 178.3570) do regulamento do FDA (órgão americano que fiscaliza medicamentos e alimentos). Ela é aprovada pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) como produto da categoria H1 (contato ocasional com alimentos).
  • todos os outros rolamentos Y
    → graxa padrão VT307

As especificações técnicas das várias graxas estão listadas na tabela 1.

Vida útil da graxa para rolamentos Y

A vida útil da graxa para rolamentos Y deve ser estimada conforme o procedimento descrito nesta seção. A vida útil da graxa para os rolamentos Y é apresentada como L10, ou seja, o período que, ao final do qual, 90% dos rolamentos ainda estão confiavelmente lubrificados. Quando a relubrificação é necessária, o método para estimar os intervalos de relubrificação é descrito em Intervalos de relubrificação. Para obter mais informações, consulte Relubrificação.

A vida útil da graxa para rolamentos Y depende da temperatura operacional e do fator de velocidade. É possível obtê-la nos diagramas. O diagrama 1 é válido para os rolamentos Y preenchidos com graxa VT307 ou graxa apropriada para alimentos GFJ. O diagrama 2 é válido para rolamentos Y SKF Energy Efficient.

A vida útil da graxa para cada é válida sob as seguintes condições operacionais:

  • eixo horizontal
  • cargas muito leves a moderadas (P ≤ 0,05 C)
  • máquina estacionária
  • baixos níveis de vibração

Se as condições operacionais forem diferentes, a vida útil da graxa obtida nos diagramas deve ser ajustada:

  • Para eixos verticais, use 50% do valor do diagrama.
  • Para cargas mais pesadas (P >0,05 C), use o fator de redução listado na tabela 2.

Os valores para ajustar a vida útil da graxa são estimativas. A vibração pode ter uma influência negativa sobre a vida útil da graxa. Até onde não se pode quantificar e a influência é maior com o aumento da temperatura operacional. Para obter informações adicionais, consulte Lubrificação, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação da SKF.

Relubrificação

Os rolamentos Y não precisam de relubrificação quando a vida útil da graxa (→ Vida útil da graxa para rolamentos Y) excede a vida nominal SKF do rolamento (→ Seleção do tamanho do rolamento).

A relubrificação pode estender a vida útil do rolamento sob alguma das seguintes condições:

  • Os rolamentos são expostos a alta umidade ou contaminação grave.
  • Os rolamentos suportam cargas normais ou pesadas.
  • Os rolamentos operam por longos períodos em altas velocidades ou em temperaturas acima de 55 °C (130 °F), acima de 75 °C (170 ° F) para rolamentos Y SKF Energy Efficient.
  • Os rolamentos são submetidos a altos níveis de vibração.

Para relubrificar os rolamentos Y, as seguintes graxas podem ser usadas:

  • Rolamentos Y SKF Energy Efficient
    → graxa exclusivamente de baixo atrito SKF LEGE 2
  • rolamentos Y zincados e de aço inoxidável
    → graxa apropriada para alimentos SKF LGFP 2
  • todos os outros rolamentos Y
    → graxa SKF LGWA 2, LGMT 2 ou LGMT 3

Se a relubrificação é necessária, os intervalos de relubrificação podem ser estimados de acordo com o método explicado em Intervalos de relubrificação.

Ao relubrificar, o eixo deve ser girado e a graxa deve ser bombeada lentamente, até que a graxa nova comece a sair da(s) vedação(ões). A pressão excessiva de bombeamento muito rapidamente pode danificar as vedações. Quando as máquinas e equipamentos são utilizados por um período de tempo limitado, a SKF recomenda relubrificar cada rolamento no final do período operacional, ou seja, imediatamente antes de serem desativados.

Recursos de relubrificação

Os rolamentos Y SKF são projetados para facilitar a relubrificação. Eles possuem dois furos para relubrificação no anel externo como padrão, um de cada lado, posicionados 120° um do outro. Os rolamentos sem furos para lubrificação podem ser fornecidos sob encomenda (sufixo de designação W).

Os seguintes rolamentos não têm os recursos de relubrificação padrão:

  • Os rolamentos Y em aço inoxidável com pinos roscados têm um canal para lubrificação no anel externo, situado no lado oposto ao dispositivo de fixação e um furo para lubrificação dentro dessa ranhura.
  • Os rolamentos Y com anel interno padrão com sufixo de designação B e rolamentos Y com vedações de 5 lábios são lubrificados para a vida e não podem ser relubrificados. Eles não apresentam furos para lubrificação.
SKF logo