Lubrificação

Na maioria dos laminadores múltiplos, os rolamentos de suporte são lubrificados pelo óleo ou emulsão de água/óleo utilizada no processo de laminação para remover o calor do atrito, bem como o calor produzido pela redução da espessura do material. Isso tem a vantagem de que o material laminado não é contaminado pelo lubrificante do rolamento. A viscosidade da emulsão que será usada para a lubrificação do rolamento deve ser de, no mínimo, 8 a 12 mm2/s a 40 °C. Esse baixo nível de viscosidade normalmente não é suficiente para proporcionar uma lubrificação adequada ao rolamento, de maneira que o fluxo por rolamento de suporte deve ser muito maior do que seria necessário para a lubrificação por óleo convencional. A limpeza do óleo do laminador também tem uma influência decisiva na vida útil dos rolamentos de suporte. As taxas de fluxo indicadas na tabela são recomendadas.
Determinados rolamentos de suporte, por exemplo, os rolamentos de suporte com duas carreiras de rolos cilíndricos com vedações "Fey-Ring" integradas, ou os rolamentos de suporte com duas carreiras de rolos cônicos, precisam ter lubrificação por vapor de óleo ou por atomização. Para rolamentos de suporte de rolos cilíndricos com vedações radiais de eixo integradas, deve-se utilizar lubrificação por óleo circulante com um sistema de suprimento separado.
Para rolamentos de suporte lubrificados por óleo, o uso de um óleo mineral com aditivos EP e viscosidade de 100 a 150 mm2/s a 40 °C é recomendado. A tabela apresenta as taxas de fluxo de óleo recomendadas para cada um dos métodos de lubrificação. Taxas de fluxo maiores são necessárias sob cargas altas e/ou altas velocidades dos cilindros.
SKF logo