Design e variantes

As unidades codificadoras de motores SKF (fig. 1) são compactas, integradas e consistem em:
  • um rolamento rígido de esferas SKF Explorer da série 62 com uma ranhura para o anel de retenção no anel externo (→ Rolamentos rígidos de uma carreira de esferas) e uma vedação de contato RS1
  • um anel de impulso
  • um corpo sensor
  • uma saída de cabo e o cabo de conexão
O anel de impulso, que se fixa ao anel interno do rolamento, é um anel composto magnetizado que contém entre 32 e 80 polos norte e sul. O número de polos depende do tamanho do rolamento. O corpo sensor, que é fixado ao anel externo, protege a célula de efeito Hall, patenteada pela SKF. O cabo de conexão multivias estende-se no sentido radial.
O rolamento é protegido por uma vedação de contato em um dos lados. No lado oposto do rolamento, o anel de impulso e o corpo sensor criam uma vedação de labirinto eficaz para manter o lubrificante dentro e os contaminantes fora do rolamento.
Tecnologia de sensores
As unidades codificadoras de motores da SKF usam um sensor compacto e robusto, que produz um sinal de codificação adicional. Os sensores são precisos até zero r/min. Um circuito integrado ativo (que exige uma fonte de tensão externa) no corpo sensor contém duas células de efeito Hall que geram um sinal de saída consistindo de duas ondas quadradas (fig. 2).

Os sinais podem ser interpretados pelos controladores de motor de maneiras diferentes:
  • A direção de rotação pode ser determinada a partir do deslocamento de fase, quando a borda ascendente de um sinal aparece pela primeira vez.
  • Velocidades baixas podem ser determinadas, medindo-se o tempo entre dois eventos elétricos, estes sendo as bordas ascendente e descendente de qualquer onda quadrada.
  • Altas velocidades podem ser medidas pela contagem do número de eventos elétricos em um determinado período de tempo.

As duas ondas quadradas são de 90° fora de fase entre si. Esse deslocamento de fase muda de sinal de acordo com o sentido de rotação. A fig. 2 mostra as especificações gerais do sinal. A presença de dois sinais em quadratura permite que uma unidade de processamento multiplique o número de incrementos de posição angular por revolução. Por exemplo, utilizando um rolamento sensorizado padrão SKF, com 64 pulsos por revolução, e uma interface eletrônica que pode detectar os momentos ascendentes (Baixo/Alto) e descendentes (Alto/Baixo) de cada um dos dois sinais, é possível obter 256 eventos elétricos por revolução, o que significa uma resolução angular de 1,4° (fig. 2).


As unidades codificadoras de motores SKF oferecem sinais mais precisos e confiáveis para o controle eficaz do motor, além de serem 100% testadas quanto à precisão do período, ciclo de trabalho e deslocamento de fase durante a produção.

Conexão de cabo
As unidades codificadoras de motor SKF estão disponíveis, por padrão, com uma ponta de cabo livre (sufixo de designação 008A) ou um sinal de saída consistindo em duas ondas quadradas (fig. 3) ou um conector AMP Superseal™ (AMP N° 282106-1 e 282404-1, sufixo de designação 108A (fig. 4). Os comprimentos padrões dos cabos estão indicados na tabela de produtos.

Para conectores ou comprimentos cabo alternativos, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação SKF.
Preenchimento com graxa
As unidades codificadoras de motores SKF são preenchidas com uma graxa de alta qualidade sob condições de limpeza, o que se adapta às condições operacionais mais comuns dos motores elétricos. Especificações de graxa estão listadas na tabela 1, sob o título Graxa WT (graxa para temperaturas elevadas).

As unidades codificadoras de motores são consideradas livres de relubrificação. A vida útil da graxa do rolamento pode ser calculada de acordo com o método descrito em Vida útil da graxa em rolamentos com tampa.
As unidades codificadoras de motores para condições operacionais extremas
Sensores magnéticos têm limites de temperatura e potência de motor. Para aplicações onde sensores magnéticos não sejam práticos, tecnologia indutiva de alto desempenho pode ser usada em seu lugar. Sensores indutivos usam bobinas para detectar a rotação de um anel dentado de indução, desenvolvido especialmente.

Para obter mais informações sobre as unidades codificadoras de motores para condições operacionais extremas, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação SKF.
SKF logo