Modelos e variantes

As arruelas axiais deslizantes secas com compostos SKF (tabela 1) proporcionam uma solução com boa relação custo-benefício e com economia de espaço para fixação axial. Tanto as arruelas axiais com composto de PTFE e quanto com POM são adequadas onde movimentos oscilantes ou rotacionais ocorrem. Essas arruelas axiais são produzidas através de perfuração do material composto e possuem, por padrão, um orifício para receber um pino ou parafuso para evitar que as arruelas girem em seus assentos.

Arruelas axiais com composto de PTFE

As arruelas axiais com composto de PTFE SKF (fig. 1) são autolubrificantes, livres de manutenção e proporcionam uma vida útil longa devido ao baixo atrito. Apesar de seu modelo compacto, essas arruelas podem acomodar cargas axiais pesadas e são adequadas para movimentos rotacionais e oscilantes relativamente lentos. Elas proporcionam boa estabilidade dimensional e condutividade térmica.


As arruelas com composto de PTFE consistem em um suporte de aço laminado com uma camada porosa e grossa de 0,2 a 0,4 mm de espessura de estanho/bronze sinterizado (fig. 2). Além disso, através de um processo de laminação, os poros da camada sinterizada são preenchidos com uma mistura de PTFE (politetrafluoroetileno) e aditivos de dissulfeto de molibdênio. Essa camada de giro inicial de 5 a 30 μm de espessura oferece uma combinação otimizada das propriedades mecânicas do bronze/estanho sinterizado e das boas propriedades de deslizamento e lubrificação da mistura de PTFE.

Período de giro inicial
Durante um curto período de giro inicial, quantidades mínimas do material de PTFE da camada de giro inicial são transferidas para as superfícies de apoio. Após essa transferência ocorrer, as propriedades características de baixo atrito e desgaste dessas arruelas serão atingidas.

Arruelas axiais com composto de POM

As arruelas axiais com composto POM SKF têm bolsas na superfície deslizante (fig. 3) que servem como reservatórios de graxa e devem ser preenchidas com graxa antes da instalação. Isso torna as arruelas indicadas para aplicações que exigem o mínimo de manutenção sob condições operacionais difíceis, como em ambientes contaminados nos quais não é possível fornecer lubrificantes continuamente ou com frequência. Apesar de seu modelo compacto, as arruelas com composto de POM podem acomodar cargas axiais pesadas e são menos sensíveis a desalinhamentos. Elas são apropriadas para movimentos oscilantes ou rotacionais lentos.

As buchas com composto de POM consistem em um suporte de aço laminado com uma camada grossa de 0,2 a 0,4 mm de espessura de estanho/bronze sinterizado. A principal característica dessas buchas é sua camada de cobertura relativamente espessa (0,3 mm) de resina acetal (POM – polioximetileno) com aditivos. Essa camada de cobertura tem bolsos para reter graxa e é firmemente presa à camada de bronze/estanho sinterizado (fig. 4).
A espessura da camada de cobertura torna essas buchas menos sensíveis ao desalinhamento e ao carregamento de borda associado ao desalinhamento.

SKF logo