Propriedades

Rótulas

As rótulas são padronizadas, prontas para montagem e têm componentes mecânicos quer permitem movimentos autocompensados multidirecionais. O anel interno tem um diâmetro convexo esférico, enquanto que, de forma correspondente, o anel externo tem um diâmetro interno côncavo (fig. 1). As forças que agem sobre o rolamento podem ser estáticas ou podem ocorrer quando o rolamento faz movimentos oscilantes, giratórios ou de inclinação recorrentes em velocidades relativamente baixas.

As vantagens do modelo, inerentes às rótulas, incluem a capacidade de:

  • suportar o desalinhamento (fig. 2)
  • praticamente eliminar concentradores de tensões e a tensão em excesso de componentes adjacentes (fig. 3)
  • suportar a deformação de componentes circundantes em operação (fig. 4)
  • suportar amplas tolerâncias de fabricação e o uso de montagens soldadas e econômicas (fig. 5)

Terminais de rótula

Os terminais de rótula são unidades de rolamento que consistem em uma rótula na cabeça em forma de olho da caixa de terminal de rótula (fig. 6). São usados principalmente nas extremidades de pistões hidráulicos ou pneumáticos para unir o cilindro a um componente associado por meio de uma rosca (fêmea) interna, rosca (macho) externa ou de uma haste para solda (Projetos de rolamento e recursos).
A SKF fornece terminais de rótula com uma haste roscada com uma rosca normal como padrão. Com exceção dos terminais de rótula com o sufixo de designação VZ019, todos os terminais de rótula também estão disponíveis com uma rosca inversa. Eles são identificados pelo prefixo de designação L.
SKF logo