Relubrificação

Para maximizar a vida útil das rótulas e terminais de rótula que exigem manutenção, eles devem ser relubrificados periodicamente. Isso também se aplica a rolamentos que dispensam manutenção com uma superfície de contato deslizante de aço/FRP PTFE. A graxa usada que contém resíduos e contaminações deve ser removida da zona de contato e trocada por graxa nova.

É extremamente importante determinar o intervalo correto de relubrificação porque a vida útil atingível depende de diversos fatores, entre eles:

  • magnitude da carga
  • tipo de carga
  • ângulo de oscilação
  • frequência de oscilação
  • da temperatura operacional
  • arranjo de vedação
  • outras condições ambientais

A vida útil longa do rolamento pode ser obtida seguindo-se estas regras básicas de relubrificação:

  • sempre usar o mesmo tipo de graxa (tabela 1)
  • aplicar o lubrificante em temperatura operacional
  • aplicar o lubrificante antes de uma longa interrupção, por exemplo, antes de armazenar equipamentos agrícolas ou de construção

Relubrificação de rolamentos livres

Os rolamentos livres, em que o deslocamento axial ocorre ao longo do eixo ou do pino, devem ser sempre relubrificados por meio do eixo e do anel interno do rolamento (fig. 2). Ao abastecer o lubrificante desta maneira, a graxa também entra entre as superfícies conjugadas do anel interno e do assento do eixo. Isso reduz o atrito e as cargas axiais induzidas quando ocorre o deslocamento axial.

Armazenamento

As rótulas e terminais de rótula SKF são parcial ou completamente tratados com conservantes antes de serem embalados. Eles podem, portanto, ser armazenados em suas embalagens originais por vários anos. No entanto, a umidade relativa no local de armazenamento não deve exceder 60%.

OBSERVAÇÃO:

A SKF também oferece uma ampla variedade de graxas para diversos requisitos de aplicação. Para obter mais informações, consulte www.skf.com/lubrication-solution.
SKF logo