Montagem de rolamentos com um furo cilíndrico

Performance and operating conditionsBearing type and arrangementBearing sizeLubricationOperating temperature and speedBearing interfacesBearing executionSealing, mounting and dismounting

Rolamentos não separáveis

Com rolamentos não separáveis, geralmente o anel que exige o ajuste mais apertado é montado primeiro.

Rolamentos separáveis

Com rolamentos separáveis, o anel interno pode ser montado independentemente do anel externo, o que simplifica a montagem, particularmente quando ambos os anéis têm um ajuste interferente. Ao montar o conjunto do anel interno e do eixo no mancal que contém o anel externo, é necessário cuidadoso alinhamento para evitar marcar as pistas e os elementos rolantes. Ao montar rolamentos de rolos cilíndricos e de agulhas com um anel interno sem flanges ou com um flange em apenas um lado, deve-se usar uma bucha-guia (fig. 1). O diâmetro externo da bucha deve ser equivalente ao diâmetro da pista do anel interno e deve ser usinado com a classe de tolerância d10Ⓔ para rolamentos de rolos cilíndricos e com tolerância de 0/-0,025 mm para rolamentos de rolos de agulhas.

Montagem a frio

Se o ajuste não for muito apertado, rolamentos pequenos podem ser colocados na posição com leves batidas de martelo em uma ferramenta de montagem de rolamentos (fig. 2). A ferramenta permite que a força de montagem seja aplicada centralmente.
Se um rolamento for pressionado no eixo e para dentro do furo do mancal ao mesmo tempo, a força de montagem deverá ser aplicada por igual em ambos os anéis e as superfícies de encosto da ferramenta de montagem deverão estar no mesmo plano. Sempre que possível, a montagem deve ser feita com uma ferramenta de montagem de rolamentos SKF (fig. 2).
Com rolamentos autocompensadores, o uso de um anel de montagem intermediário evita que o anel externo se incline e gire quando o conjunto de eixo e rolamento for inserido no furo do mancal (fig. 4). As esferas dos rolamentos autocompensadores de esferas maiores nas séries 12 e 13 ficam salientes nas laterais do rolamento; portanto, o anel de montagem deve ter um rebaixo.

Montagem a quente

Geralmente, não é possível montar rolamentos maiores sem aquecer o rolamento ou o mancal, uma vez que a força necessária para montar um rolamento aumenta consideravelmente com o aumento do tamanho do rolamento.
A diferença de temperatura necessária entre o anel do rolamento e o eixo ou mancal depende do grau de interferência e do diâmetro do assento do rolamento. Em geral, rolamentos abertos não podem ser aquecidos a mais de 120 °C (250 °F). A SKF não recomenda aquecer rolamentos tampados com vedações ou placas de proteção acima de 80 °C (175 ° F). No entanto, se forem necessárias temperaturas mais altas, certifique-se de que a temperatura não exceda a temperatura permitida da vedação ou da graxa, a que for mais baixa.
Ao aquecer rolamentos, é necessário evitar o superaquecimento. Para aquecer os rolamentos de modo uniforme e confiável, a SKF recomenda a utilização dos aquecedores por indução elétricos SKF (fig. 5). Caso sejam usadas chapas quentes, o rolamento deverá ser virado várias vezes. As vedações nos rolamentos vedados nunca devem entrar em contato com a placa de aquecimento diretamente. Coloque um anel entre a placa e o rolamento. Leia e siga atentamente as precauções de segurança a seguir.
Para ver mais informações sobre esses métodos de montagem, consulte o Manual de manutenção de rolamentos SKF.

AVISO

Precauções de segurança para fluoelastômero e politetrafluoroetileno


O fluoelastômero (FKM) e o politetrafluoroetileno (PTFE) são muito estáveis e inofensivos em temperaturas operacionais normais de até 200 °C . No entanto, se exposto a temperaturas acima de 300 °C , como fogo ou a chama de um maçarico, o FKM e o PTFE liberam vapores nocivos. Esses vapores podem ser nocivos se inalados, além de prejudiciais se entrarem em contato com os olhos. Além disso, uma vez aquecidas a tais temperaturas, as vedações são perigosas de manusear, mesmo após terem sido resfriadas. Portanto, elas jamais devem entrar em contato com a pele.

Se for necessário manusear rolamentos com vedações que tenham sido submetidas a altas temperaturas, como ao desmontar o rolamento, as seguintes precauções de segurança deverão ser observadas:
  • Sempre use luvas, óculos de proteção e um equipamento de respiração apropriado.
  • Coloque os restos das vedações em um recipiente plástico hermético marcado com um símbolo que indique "material cáustico".
  • Siga as precauções de segurança na ficha de dados de segurança (SDS) apropriada.

Se houver contato com as vedações, lave as mãos com sabão e bastante água e, se tiver havido contato com os olhos, lave-os com bastante água e consulte um médico imediatamente. Se os vapores tiverem sido inalados, consulte um médico imediatamente.

O usuário é responsável pelo uso correto do produto durante sua vida útil e por seu descarte adequado. A SKF não se responsabiliza pelo manuseio indevido do FKM e do PTFE ou por qualquer lesão resultante de seu uso.
SKF logo