Rolamentos de quatro carreiras de rolos cilíndricos com furo cônico

Existe uma demanda relativamente pequena por rolamentos de quatro carreiras de rolos cilíndricos com furo cônico. Isso se reflete no número comparativamente pequeno de tamanhos e modelos fabricados pela SKF. Os modelos diferem dos rolamentos de quatro carreiras com furo cilíndrico principalmente pelo anel interno ser normalmente inteiriço e, em geral, apresentar uma conicidade de 1:12. Alguns rolamentos relativamente largos possuem anéis internos com furo cônico de 1:30.

Modelo BC4T.1

Dois anéis externos, cada um com três flanges integrados. Um anel interno. Duas gaiolas de pente duplo em latão usinado orientadas pelos rolos. Com ou sem ranhura e/ou orifícios para lubrificação nos anéis externos (<BC4T.1 design href="tcm:12-4068" class="figure" xlink:title="0603f25.gif" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink">>fig. 1</BC4T.1 design>).

Modelo BC4T.2

Dois anéis externos, cada um com três flanges integrados. Um anel intermediário entre os dois anéis externos. Um anel interno. Duas gaiolas de pente duplo em latão usinado orientadas pelos rolos. Com canal circular e furos para lubrificação nos anéis externos (<BC4T.2 design href="tcm:12-4069" class="figure" xlink:title="0603f26.gif" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink">>fig. 2</BC4T.2 design>).

Modelo BC4T.3

Dois anéis externos, cada um com um flange central integrado e dois anéis de flange soltos; um anel intermediário. Um anel interno. Duas gaiolas de pente duplo em latão usinado orientadas pelos rolos. Com ou sem canal circular e/ou furos para lubrificação nos anéis externos (<BC4T.3 design href="tcm:12-4070" class="figure" xlink:title="0603f27.gif" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink">>fig. 3</BC4T.3 design>).

Modelo BC4T.4

Um anel externo com três anéis-guia soltos e dois anéis de flange soltos. Um anel interno. Duas gaiolas de pente duplo em latão usinado. Com ou sem canal circular e/ou furos para lubrificação no anel externo (<BC4T.4 design href="tcm:12-4071" class="figure" xlink:title="0603f28.gif" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink">>fig. 4</BC4T.4 design>).

Modelo BC4T.5

Dois anéis externos, cada um com um flange central integrado e dois anéis de flange soltos; um anel intermediário. Um anel interno. Rolos perfurados e quatro gaiolas do tipo pino em aço. Com ou sem canal circular e/ou furos para lubrificação nos anéis externos (<BC4T.5 design href="tcm:12-4072" class="figure" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink" xlink:title="0603f29.gif">>fig. 5</BC4T.5 design>).

Modelo BC4T.6

Dois anéis externos, cada um com um flange central integrado e dois anéis de flange soltos; um anel intermediário. Dois anéis internos. Rolos perfurados e quatro gaiolas do tipo pino em aço. Com canal circular e furos para lubrificação nos anéis externos (<BC4T.6 design href="tcm:12-4073" class="figure" xlink:title="0603f30.gif" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink">>fig. 6</BC4T.6 design>).

Modelo BC4T.7

Dois anéis externos, cada um com três flanges integrados. Um anel interno prolongado. Duas gaiolas de pente duplo em latão usinado orientadas pelos rolos. Com canal circular nos anéis externos (<BC4T.7 design href="tcm:12-4074" class="figure" xlink:title="0603f31.gif" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink">>fig. 7</BC4T.7 design>).

Modelo BC4T.8

Um anel externo com três anéis-guia soltos e dois anéis de flange soltos. Um anel interno prolongado com entrada. Duas gaiolas de pente duplo em latão usinado. Com ou sem canal circular e/ou orifícios para lubrificação no anel externo (<BC4T.8 design href="tcm:12-4075" class="figure" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:xlink="http://www.w3.org/1999/xlink" xlink:title="0603f32.gif">>fig. 8</BC4T.8 design>).
SKF logo