Relubrificação contínua

Este procedimento é utilizado quando o intervalo calculado de relubrificação for muito curto, por exemplo, devido a efeitos adversos de contaminação ou quando outros procedimentos de relubrificação forem inconvenientes, por exemplo, quando o acesso ao rolamento for difícil. Devido à excessiva agitação de graxa, que pode levar à redução de temperatura, a lubrificação continua só é recomendada quando as velocidades rotacionais forem relativamente baixas, como os seguintes fatores de velocidade
  • A < 150.000 mm/min para rolamentos de esferas
  • A < 75.000 mm/min para rolamentos de rolos.
Nesses casos, o preenchimento inicial com graxa do mancal pode ser de até 90% e a quantidade de relubrificação por unidade de tempo é derivada das equações para Gp (→ Reabastecimento) espalhando-se a quantidade necessária ao longo do intervalo de relubrificação.
Quando for utilizada relubrificação contínua, verifique se a graxa pode ser bombeada adequadamente através dos dutos na temperatura ambiente prevalecente.
A lubrificação contínua pode ser obtida através de lubrificadores automáticos multiponto ou de ponto único, por exemplo, SKF SYSTEM 24 ou SKF MultiPoint Lubricator. Para obter informações adicionais, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação SKF.
Sistemas de lubrificação centralizada, como SKF Monoflex, SKF ProFlex, SKF Duoflex e SKF Multiflex, podem fornecer graxa, de forma confiável, em uma ampla variedade de quantidades. Para obter mais informações sobre os sistemas de lubrificação SKF, consulte Soluções em lubrificação.
SKF logo