Seleção do tamanho do rolamento utilizando as equações de vida útil nominal


Os três principais métodos para o cálculo de vida útil nominal de rolamentos são:
  • Vida nominal básica

    A vida nominal básica, conforme definido na ISO 281:2007, é o método mais simples de se calcular a vida nominal básica. O seu critério único é a fadiga da subsuperfície.
  • Vida nominal SKF

    Para rolamentos modernos de alta qualidade, a vida nominal básica determinada aplicação pode se desviar significativamente da vida útil real. A vida útil em uma determinada aplicação depende da influência de uma série de fatores, incluindo a lubrificação, o grau de contaminação, a instalação adequada e outras condições ambientais, como também dos aspectos específicos do design do rolamento.

    A vida nominal SKF leva em consideração o limite de carga de fadiga, as condições de lubrificação e o nível de contaminação de partículas sólidas nos rolamentos.
  • SKF Generalized Bearing Life Model

    O SKF Generalized Bearing Life Model (GBLM) propicia um método ainda mais flexível e abrangente de se calcular a vida útil nominal de rolamentos. Esse método separa os termos relacionados com os modos de falha de superfície do termo geral de fadiga de contato rolante de subsuperfície. Ele os trata separadamente e então os integra no cálculo geral para a vida útil nominal do roIamento.

    A fadiga de subsuperfície é calculada através da teoria clássica de fadiga de contato rolante.

    Para avaliar o risco de fadiga de superfície, o GBLM considera os fatores de desempenho, incluindo o design do rolamento. Ele trata a complexidade dos modos de falha de superfície que são considerados com modeIos tribológicos avançados.

    Mais informações sobre o Generalized Bearing Life Model e ferramentas para a aplicação prática estarão disponíveis futuramente.
SKF logo