Especificações do rolamento

Padrões de
dimensão
Dimensões máximas: ISO 15:2011, exceto para a largura de rolamentos vedados com um prefixo BS2
Tolerâncias

Para obter
mais informações
(→ Tolerâncias)
Normal
Precisão de giro P5 sob encomenda (sufixo de designação C08)

Exceto para:
  • Rolamentos SKF Explorer (d ≤ 300 mm):
    • tolerância de largura pelo menos 50% mais apertada do que a norma ISO (tabela 1)
    • Precisão de giro P5
Exceto para:
  • Rolamentos para aplicações vibratórias
    como o SKF Explorer e
    • Diâmetro de furo P5
    • Diâmetro externo P6

Valores: ISO 492:2002 (tabela 2, tabela 3 e tabela 4)
Folga interna

Para obter mais
informações
(→ Folga interna do rolamento)
Normal, C3
Verifique a disponibilidade das classes de folga C2, C4 ou C5
Rolamentos para aplicações vibratórias: C4
Valores:
  • furo cilíndrico (tabela 5)
  • furo cônico (tabela 6)
    Os valores estão de acordo com a norma ISO 5753-1:2009 (até onde for padronizado) e
    são válidos para rolamentos desmontados e sob carga de medição zero.
Desalinhamento
  • Valores de referência de cargas leves a normais (P ≤ 0,1 C) e posição constante do desalinhamento em relação ao anel externo: (tabela 7)

    A possibilidade de explorar plenamente esses valores depende do projeto do arranjo de rolamentos, dos encostos do rolamento no mancal, etc.

  • Quando a posição do desalinhamento não for constante em ao anel externo, ocorrerá um deslizamento adicional no rolamento, limitando o desalinhamento para alguns décimos de grau.
Os exemplos são:
    • peneiras vibratórias com desequilíbrio de giro e, em consequência disso, deflexão de giro do eixo (fig. 1)
    • cilindros compensadores de deflexões em máquinas de produção de papel nas quais o eixo estático se dobra
  • Para evitar efeitos prejudiciais sobre o desempenho da vedação, o desalinhamento dos rolamentos vedados não deve exceder 0,5°.

SKF logo