Precisão de assentos e de encostos

Precisão geométrica e de giro

Precisão de giro máximo, altas velocidades e baixas temperaturas operacionais apenas podem ser atingidas, mesmo com rolamentos de superprecisão, se as peças conjugadas e outros componentes associados forem feitos com precisão igual a dos rolamentos. Desvios da forma geométrica de assentos e de encostos associados devem, portanto, ser mínimos durante a usinagem de peças conjugadas. Recomendações de forma e de posição, de acordo com a norma ISO 1101:2012, estão indicadas na tabela 1.
Anéis de rolamento com paredes finas se adaptam à forma de seus assentos. Portanto, qualquer erro de forma no eixo ou no assento do mancal pode afetar as pistas de rolamentos e o desempenho do rolamento; por exemplo, o desalinhamento angular de um anel do rolamento em relação a outro pode causar perda da precisão de giro, alta concentração e temperaturas operacionais elevadas, particularmente em altas velocidades. Os valores numéricos de graus de tolerância internacionais de acordo com a norma ISO 286-1:1988 encontram-se na tabela 2.

Rugosidade superficial

A rugosidade superficial do assento do rolamento não tem o mesmo grau de influência no desempenho do rolamento que as precisões dimensionais e geométricas do assento. No entanto, a obtenção de um ajuste interferente desejado depende da rugosidade das superfícies conjugadas, que é diretamente proporcional à precisão de ajuste. Os valores de referência para a rugosidade superficial Ra média são indicados na tabela 3 para diferentes classes de tolerância de rolamentos. Essas recomendações aplicam-se a assentos retificados.
SKF logo