Teste de funcionamento

Quando a montagem for concluída, uma aplicação deve passar por um teste de funcionamento para determinar se todos os componentes estão operando corretamente. Durante o teste, os rolamentos devem ser executados sob carga parcial e, quando houver uma faixa de velocidade ampla, em velocidades baixas ou moderadas. Um rolamento de esferas nunca deve ser iniciado descarregado e depois acelerado até altas velocidades, pois existe grande risco de que os corpos rolantes deslizem e danifiquem as pistas ou que a gaiola seja submetida a esforços não permitidos.
É possível verificar qualquer ruído ou vibração com um estetoscópio eletrônico SKF. Normalmente, os rolamentos produzem um ruído semelhante a um "ronronar" uniforme. Silvos ou guinchos indicam lubrificação inadequada. Roncos ou martelamentos irregulares devem-se, na maioria dos casos, à presença de contaminantes no rolamento ou a danos no rolamento causados durante a montagem.
Um aumento na temperatura do rolamento imediatamente após o início de operação é normal. No caso da lubrificação a graxa, a temperatura não cai, até que a graxa tenha sido uniformemente distribuída no arranjo de rolamentos, quando então uma temperatura de equilíbrio é atingida. Para obter informações adicionais sobre o amaciamento de rolamentos lubrificados com graxa, consulte Amaciamento de rolamentos lubrificados com graxa.
Temperaturas excepcionalmente altas ou picos constantes indicam que a pré-carga está muito pesada, que há muito lubrificante no arranjo ou que o rolamento está distorcido radial ou axialmente. Outras causas podem ser que os componentes associados não tenham sido fabricados ou montados corretamente ou as vedações geram muito calor.
Durante o teste de funcionamento ou imediatamente após, verifique as vedações, todos os sistemas de lubrificação e os níveis de fluidos. Se os níveis de ruído e vibração forem graves, é recomendado verificar se há sinais de contaminação no lubrificante.
SKF logo