Bombas de lubrificação e unidades de bombeamento

As bombas de lubrificação enviam lubrificante do reservatório para a tubulação do sistema de lubrificação centralizado.

A pressão manométrica precisa ser suficientemente alta para compensar quedas de pressão na tubulação, componentes (filtros, válvulas, distribuidores) e pontos de fricção.

Bombas de lubrificação e unidades de bombeamento

Critérios de diferenciação para bombas de lubrificação:

  • Tipo de sistema de lubrificação centralizada
    sistema de lubrificação de perda total (sistemas de lubrificação de linha simples, dupla e múltipla)
    sistema de lubrificação por óleo circulante (sistemas de lubrificação de circuito simples e de múltiplos circuitos)

  • Princípio de operação
    bombas alternativas e rotativas de deslocamento positivo

  • Tipo de acionamento
    manual, mecânico, pneumático, hidráulico, elétrico, sem acionamento próprio

  • Projeto da bomba
    unidade de bombeamento sem reservatório ou para montagem em flange em um reservatório,
    unidade completa com reservatório,
    unidade compacta

  • Óleo
    lubrificante,
    graxa fluida,
    graxa

  • Quantidades de lubrificantes que o sistema precisa
    cm3 por curso de distribuição, cm3/min ou l/min

  • Faixas de pressão
    Baixa pressão até 10 bar,
    pressão intermediária até 50 bar,
    pressão alta até 400 bar

  • Faixas de temperatura
    de -25 a 80 °C (por exemplo, setor automotivo)
    de -25 a 60 ℃ (por exemplo, setor industrial)
    de -20 a 80 °C (por exemplo, lubrificação de correntes)
SKF logo