Vedações HS totalmente em borracha

As vedações HS, disponíveis em execuções sólidas ou bipartidas, são vedações totalmente de borracha, projetados sem qualquer reforço. Elas são fabricadas com um tamanho superdimensionado em relação ao diâmetro e à profundidade do furo do mancal para permitir compressão e estabilidade adequadas. Uma tampa de proteção (fig. 1 e fig. 2) é necessária para comprimir a vedação axialmente, ajudando a estabilizar o vedante no furo do mancal.
Uma mola de lâmina em aço inoxidável na ranhura da 7 SKF Springlock (fig. 3) proporciona a carga radial adequada sobre o eixo.
Para determinadas aplicações, as vedações HS também estão disponíveis com lábio e/ou faixa de fixação auxiliar. Entre em contato com a SKF para obter mais informações.
As vedações HS estão disponíveis em borracha nitrílica, SKF Duralip, SKF Duratemp ou SKF Duralife para todos os diâmetros de eixo dentro dos limites listados na tabela. Uma seleção de tamanhos disponíveis está listada na tabela de produtos. Entre em contato com o representante de vendas da SKF para obter informações adicionais sobre disponibilidade.

Vedações HS sólidas

As vedações HS sólidas padrão podem acomodar diâmetros de eixo a partir de 165 mm (6,5 pol), mas basicamente não possuem um limite superior de tamanho.
As vedações HS4 (fig. 4) possuem um design sólido, sem alma de aço e incorporam um lábio de vedação tensionado por mola. Eles possuem uma ranhura de SKF Springlock (fig. 5), sendo adequados para eixos verticais e horizontais. Para o encaixe adequado no furo do mancal, uma tampa protetora (fig. 6 e fig. 7) é necessária.
As vedações HS5 (fig. 8) possuem o mesmo design básico que os vedações HS4, com a adição da SKF Springcover (fig. 9) para prender a mola no local durante a instalação e protegê-la contra contaminações.
Os dois modelos apresentam uma conexão de mola roscada (fig. 10).

Vedações HS bipartidas

Em aplicações em que não é prático remover o eixo, as vedações HS bipartidas sem alma de aço são uma excelente opção. Eles simplesmente são colocados ao redor do eixo e empurrados para dentro do furo do mancal com a divisão em uma posição de 12 horas. Uma tampa protetora deve ser usada para comprimir a vedação axialmente e estabilizá-la no furo do mancal.
As vedações HS bipartidas apresentam melhor desempenho com lubrificantes de alta viscosidade ou graxa. Porém, lubrificantes de baixa viscosidade também são adequados se o nível do lubrificante for mantido abaixo da linha central do eixo, o que é especialmente importante em velocidades superficiais consideráveis. As vedações bipartidos são usados preferencialmente em eixos horizontais, mas também podem ser usados em eixos verticais em aplicações lubrificadas com graxa.
As vedações HS6 (fig. 11) foram desenvolvidas com um lábio de vedação tensionado por mola e uma trava de mola SKF (fig. 12). Eles apresentam uma mola solta separada e uma conexão de mola de gancho e olhal para diâmetros de eixo > 455 mm (18 pol), a menos que especificado diferentemente (fig. 13). Os tamanhos menores das vedações HS6 são oferecidos com uma conexão de mola roscada. Para o encaixe adequado no furo da caixa, uma placa de cobertura (fig. 14 e fig. 15) é necessária.
As vedações HS7 (fig. 16), projetadas apenas para aplicações lubrificadas com graxa, possuem um lábio de vedação tensionado por mola e foram desenvolvidos com uma trava de mola SKF (fig. 17) e uma SKF Springcover (fig. 18). Todas as vedações HS7 possuem uma conexão de mola de fio de controle (fig. 19). A mola é completamente coberta e a conexão é feita movendo-se o fio de controle no centro da bobina da mola pela divisão (junta de topo). Uma tensão de mola integrada mantém o lábio de vedação no eixo. Para um encaixe adequado, a placa de cobertura é necessária. Devido ao design único que permite instalação mais fácil, uma lacuna pode ocorrer na junta mesmo após a instalação da placa de cobertura. É necessário que a divisão seja colocada em uma posição de 12 horas durante a instalação. As vedações HS7 não possuem as características de alta performance das outras vedações HS, mas são os mais fáceis de instalar.
As vedações HS8 (fig. 20) foram projetadas com um lábio de vedação tensionado por mola, trava de mola SKF (fig. 21), cobertura de mola SKF (fig. 22) e conexão de mola de gancho e olhal (fig. 23) para diâmetros de eixo acima de 455 mm (18 pol). Os tamanhos menores das vedações HS8 são oferecidos com uma conexão de mola roscada. A mola é totalmente coberta, exceto por uma pequena parte em cada lado da divisão. As vedações HS8 proporcionam o desempenho de vedação mais eficiente de todas as vedações HS bipartidos e são o modelo preferido para a retenção de lubrificantes de baixa viscosidade e para a exclusão de água. As vedações HS8 apresentam melhor desempenho em eixos horizontais, mas também podem ser usadas em eixos verticais, desde que não sejam encharcados de lubrificante. Para um ajuste adequado, a tampa protetora é necessária.
SKF logo