Características

O anel em V consiste em um corpo de vedação, um lábio de vedação flexível cônico e uma dobradiça resistente integrada (fig. 1). Ele é esticado e instalado diretamente sobre o eixo, onde é mantido no local por meio da tensão inerente do corpo de vedação. Ele gira com o eixo e as vedações axialmente sobre a superfície de apoio estacionária.
A superfície de apoio pode ser a face de extremidade de um rolamento, uma arruela, estampa, caixa de mancal ou até mesmo uma caixa metálica de uma vedação radial de eixo.
O lábio de vedação flexível aplica pressão de contato contra a superfície de apoio que é relativamente baixa mas suficiente para manter a função de vedação. A leve pressão de contato permite até que a vedação funcione a seco em algumas aplicações de baixa velocidade, ocasionando arraste de torque ou acúmulo de calor irrelevantes. A pressão de contato varia com a largura de ajuste.
O lábio flexível e a dobradiça proporcionam vedação adequada, mesmo em aplicações com folga completa e desalinhamento do eixo consideráveis.
Em função da força centrífuga, a pressão de contato do lábio diminui à medida que a velocidade aumenta. Isso significa que as perdas de atrito e o calor são mantidos em nível mínimo, aumentado a resistência ao desgaste e a vida útil. A perda de potência chega a seu nível máximo a uma velocidade de eixo de aproximadamente 12 m/s (2.360 pés/min), sendo assim gradualmente reduzida até 20 m/s (3.900 pés/min), quando diminuirá até zero. O anel em V servirá como vedação tipo fresta e defletor.
SKF logo