"Economizamos no custo de um motor elétrico caro".

Peter Hansen, diretor técnico da Tide Sjø AS

A operadora de balsas Tide Sjø AS decidiu introduzir a manutenção com base em condições (CBM) em quatro de suas balsas para aprimorar a confiabilidade do maquinário, prolongar os intervalos de inspeção e reduzir os custos de manutenção. Ela recorreu à SKF. 
A Tide Sjø AS é uma das maiores operadoras de balsas para passageiros e veículos da Noruega. A empresa está em operação desde 1880 e atualmente opera 50 balsas de veículos e 35 de passageiros, transportando em torno de 12,5 milhões de passageiros por ano.  

O desafio

Com tantas pessoas dependendo de seus serviços, a empresa precisa respeitar horários rígidos e conexões centrais com ônibus e outros meios de transporte que também atendem sua área de trânsito. Por consequência, confiabilidade e regularidade de serviços são essenciais, e a manutenção é um fator essencial para o sucesso.
Até 2008, a manutenção na Tide Sjø era, em sua maioria, planejada de acordo com o número de horas de funcionamento. Essa abordagem com base no tempo é comum, e foi adotada por proprietários de navios e operadores do setor marítimo há muitos anos. No entanto, muitas empresas estão dando mais atenção às oportunidades oferecidas pela manutenção com base em condições (CBM) para prolongar os intervalos de inspeção e reduzir os custos de manutenção.

A solução

No programa de CBM desenvolvido para a Tide Sjø, engenheiros da SKF embarcam em determinado navio de acordo com uma frequência acordada. A bordo, eles coletam dados de máquinas essenciais, como propulsores, geradores, engrenagens e rolamentos de apoio.
A seguir, os dados são enviados a um banco de dados do SKF @ptitude Analyst, localizado internamente na SKF para garantir que o software de análise esteja atualizado, e um relatório é gerado e enviado ao cliente. Essencialmente, a SKF realiza o monitoramento dos equipamentos rotativos, como máquinas elétricas, em especial conjuntos de geradores e motores de propulsão em intervalos de um a três meses.
Peter Hansen, diretor técnico da Tide Sjø, explica que são relatórios abrangentes que incluem uma narrativa destacando resultados, avaliações de máquinas, tendências e ações corretivas propostas, se necessário. "Reagimos com rapidez", ele disse. "Se algo tiver muita urgência, a SKF entra em contato conosco e nos aconselha a aplicar as ações corretivas apropriadas."

Valor do cliente

Desde que o programa de CBM foi introduzido em 2008, a Tide Sjø teve menos quebras. O monitoramento e a análise de dados de vibração na balsa Folgefonn da Tide Sjø, por exemplo, destacaram problemas com os rolamentos de apoio de eixo em dois propulsores.
"Depois de implementar as recomendações contidas no relatório da SKF, economizamos o custo de um motor elétrico caro", disse Hansen. "É cedo demais para documentar economias obtidas de melhores cronogramas de manutenção, mas se pudermos estender os serviços para reprogramar as revisões dos propulsores, a economia serão muito boa ."
No geral, a empresa já conseguiu reduzir o tempo de parada através da detecção de problemas incipientes nos equipamentos em um estágio preliminar. Além disso, a empresa aprendeu a lidar melhor com problemas que diminuem a disponibilidade das embarcações.  
"A SKF oferece serviços de qualidade e de suporte próprio a nossos engenheiros em terra, bem como para nossa tripulação de bordo", conclui Hansen.  
A Tide Sjø AS nos desafiou. Agora é a sua vez.

Dê uma olhada nos resultados dos clientes que trabalham junto com a SKF Solution Factory.

SKF logo