Cookies no site da SKF

Nós utilizamos cookies para assegurar que você tenha a melhor experiência em nossos sites e em nossos aplicativos da Web. Caso você continue sem alterar as configurações de seu navegador, entenderemos que você deu seu consentimento para receber cookies. No entanto, você poderá alterar as configurações de cookies de seu navegador a qualquer momento.

cookie_information_popup_text_2[149]

SKF na Innotrans: Cuidado com componentes otimiza a vida útil em veículos ferroviários

  • Artigo

    2016 Setembro 22, 13:00 CEST

    Stewart McLellan, gerente de desenvolvimento comercial do Segmento Ferroviário da SKF, explica como fabricantes de equipamentos originais (OEMs) e operadores ferroviários podem melhorar a inspeção, o reparo e a substituição de componentes críticos em veículos ferroviários para estender os intervalos de manutenção.

    Uma tendência da indústria para disponibilidade e desempenho aprimorados do material rodante forçou os fabricantes de trens a encontrar produtos integrados de vida útil longa, como definido pelo processo RAMS (Confiabilidade, disponibilidade, capacidade de manutenção, segurança). Uma área de importante consideração é a extensão dos intervalos de manutenção, que aumentam a disponibilidade do material rodante enquanto minimizam o tempo gasto com a manutenção e o reparo durante sua vida útil.

    Monitoramento de condições
    Uma estratégia de monitoramento de condições cuidadosamente planejada é um requisito essencial para a extensão dos intervalos de manutenção e da vida operacional dos componentes. Foram desenvolvidos sistemas de monitoramento de condições on-line e programas de software dedicados para monitorar truques, conjuntos de rodas, caixas de mancal, sistemas de propulsão e trilhos ferroviários.

    Um exemplo é o sistema de monitoramento de condições de truque IMx-R da SKF, que pode ser usado para planejar eficientemente as atividades de manutenção do truque com base na condição real dos componentes. O sistema inclui sensores para detectar instabilidade operacional e as temperaturas do rolamento, de acordo com os requisitos da Especificação Técnica Europeia de Interoperabilidade, Diretiva TSI 96/48 CE. Ele fornece uma visão geral de desempenho confiável que identifica danos potenciais antes da ocorrência de falhas funcionais e da consequente interrupção do serviço de trens, permitindo aos operadores consolidar atividades de manutenção e realizar os trabalhos necessários de inspeção e reparo durante as paradas programadas.

    Tudo isso pode estender os intervalos de manutenção por meio da redução das paradas de máquina e do aumento da confiabilidade. Os dados coletados também são compatíveis com a análise da causa-raiz da falha, o que ajuda a eliminar problemas e falhas recorrentes por meio de melhorias, reprojeto e atualização dos equipamentos.

    Os intervalos de manutenção também podem ser estendidos através de técnicas de lubrificação aprovadas e da utilização de sistemas de lubrificação automatizada. Esses sistemas podem ser instalados em equipamentos críticos para dosar a quantidade exata de lubrificante para os rolamentos e outras peças móveis em intervalos predeterminados. Eles reduzem o risco de lubrificação excessiva ou deficiente e garantem o desempenho consistente das máquinas. Tradicionalmente, a determinação da quantidade e do intervalo de lubrificação corretos para os vários componentes do truque baseava-se em suposições. Esses sistemas também podem ser conectados a dispositivos de monitoramento de condições para que a aplicação de lubrificantes se baseie em condições operacionais reais.

    Rolamentos aprimorados
    Os rolamentos de veículos ferroviários devem ser confiáveis em condições extremas. Os rolamentos de conjuntos de rodas estão entre os componentes mais críticos em termos de segurança em veículos ferroviários, suportando cargas pesadas com manutenção mínima e exposição constante aos elementos, possível contaminação e extremos climáticos.

    Produtos como as unidades de rolamento de rolos cônicos compactas (CTBUs) são projetados para uso em todos os tipos de conjuntos de rodas, oferecendo alta capacidade de carga em um pequeno espaço. As vedações de labirinto de baixo atrito localizam-se em um ressalto do anel interno especial, o que aumenta a proteção contra a entrada de contaminantes. O rolamento também apresenta uma gaiola de poliamida que minimiza o atrito, o deslizamento e o desgaste dos rolos, enquanto elimina o risco de emperramento. A CTBU pode incorporar um sistema de sensores para o monitoramento das condições dos conjuntos de rodas, tais como: velocidade de rotação para uso em proteção contra deslizamento/escorregamento da roda (WSP ou WSSP), direção do movimento para sistemas ATP e temperatura do rolamento para o sistema de monitoramento de bordo e os sistemas da unidade de controle de tração (TCU). Esses sinais dos sensores são integrados a bordo para uma gestão eficaz do movimento dos trens e dos sistemas críticos em termos de segurança.

    Serviços de valor agregado
    Ao longo dos 30 anos de vida útil de um trem, serviços como a restauração de rolamentos, troca de rolamentos no local e avaliação da condição podem ajudar a reduzir o tempo e o custo de manutenção.

    A restauração de rolamentos normalmente envolve uma limpeza completa, como inspeção visual e dimensional de todas as peças usando acessórios e calibradores de medição específicos. Os rolamentos dos clientes podem ser atualizados para permitir o uso de graxas e vedações melhores, além de outras melhorias nos componentes para garantir a confiabilidade. A restauração OEM frequentemente excede os rigorosos padrões da indústria ferroviária para rolamentos de esferas.

    A substituição de rolamentos no local pode reduzir custos, pois significa que não é necessário substituir um conjunto de rodas inteiro se apenas um componente apresentar defeito. Essa operação envolve a visita do fornecedor de rolamentos ao local de manutenção do cliente com o equipamento necessário para a troca de rolamentos no local. Normalmente, uma unidade de rolamento completa pode ser trocada enquanto o conjunto de rodas ainda está no truque no depósito, sob um trem. Ambos os rolamentos por conjunto de rodas podem ser trocados em poucas horas para que o material rodante possa voltar a operar o mais rápido possível. Os custos são bem menores do que os de uma substituição completa do conjunto de rodas.

    Para estender ainda mais os intervalos de manutenção, especialistas podem avaliar a condição dos rolamentos e produzir evidências documentadas das condições, juntamente com recomendações para obter um melhor valor. Quando a condição dos rolamentos de um trem é estudada e a graxa é analisada, a comparação com os detalhes da aplicação pode revelar formas de melhorar o desempenho do rolamento, como a atualização das vedações do rolamento durante a restauração.

    Nenhum componente dura para sempre, especialmente na indústria ferroviária, mas um monitoramento inteligente e uma substituição oportuna podem garantir que possíveis falhas tenham um efeito mínimo na disponibilidade.

    Aktiebolaget SKF
    (publ.)

    Para obter mais informações, entre em contato com:
    Assessoria de imprensa: Nia Kihlström, +46 31-337 2897; +46 706 67 28 97; nia.kihlstrom@skf.com

    A SKF é um dos principais fornecedores globais de rolamentos, vedações, mecatrônica, sistemas de lubrificação e serviços que incluem suporte técnico, serviços de manutenção e confiabilidade, consultoria em engenharia e treinamento. A SKF está representada em mais de 130 países e possui cerca de 17 mil distribuidores em todo o mundo. As vendas anuais em 2015 foram de 75,997 bilhões de coroas suecas, e a empresa empregava 46.635 funcionários. www.skf.com

    ® SKF é uma marca registrada do Grupo SKF.

  • Imagem

Download do kit de imprensa

Kit de imprensa (15.2 MB)

SKF logo