Cookies no site da SKF

Nós utilizamos cookies para assegurar que você tenha a melhor experiência em nossos sites e em nossos aplicativos da Web. Caso você continue sem alterar as configurações de seu navegador, entenderemos que você deu seu consentimento para receber cookies. No entanto, você poderá alterar as configurações de cookies de seu navegador a qualquer momento.

Rolamentos com furo cônico

Desmontagem de um rolamento em um munhão cônico

Rolamentos pequenos e médios em munhões cônicos podem ser desmontados, utilizando-se extratores convencionais, que se encaixam no anel interno. Deve-se usar, de preferência, um extrator de centragem automática para evitar danos no assento do rolamento (fig. 1). Normalmente, rolamentos em assentos cônicos se soltam muito rapidamente. Portanto, é necessário proporcionar um batente de algum tipo (por exemplo, uma porca de fixação) para evitar que o rolamento seja completamente retirado do eixo.
A desmontagem de rolamentos grandes de munhões cônicos é bastante facilitada quando o método de injeção de óleo é empregado. Após a injeção de óleo pressurizado entre as superfícies conjugadas, o rolamento subitamente se separa de seu assento. Portanto, um batente deve ser utilizado (por exemplo, uma porca de eixo ou chapa de extremidade) para limitar o movimento axial do rolamento um pouco mais do que a distância de deslocamento (fig. 2).

Desmontagem de um rolamento em uma bucha de fixação

Rolamentos pequenos e médios em buchas de fixação e eixos lisos podem ser desmontados por golpes de martelo aplicados em um mandril (fig. 3) até o rolamento ser liberado. Primeiramente, contudo, a porca da bucha deve ser afrouxada algumas voltas.
Rolamentos pequenos e médios em buchas de fixação e eixos escalonados contra um anel de suporte podem ser desmontados através do uso de um encosto contra a porca da bucha, previamente afrouxada algumas voltas (fig. 4).
A desmontagem de rolamentos grandes de buchas de fixação com porcas hidráulicas é comprovadamente fácil. Porém, para utilizar essa técnica, o rolamento precisa estar montado contra um anel de suporte (fig 5). Se as buchas forem dotadas de dutos de suprimento de óleo e canais de distribuição, a desmontagem se tornará mais fácil porque o método de injeção de óleo poderá ser empregado.

Desmontagem de um rolamento em bucha de desmontagem

Ao desmontar rolamentos em buchas de desmontagem, o dispositivo de travamento axial (uma porca de segurança, tampa de fechamento, etc.) precisa ser removido.
Rolamentos pequenos e médios podem ser desmontados utilizando-se uma porca de fixação e um gancho ou chave de impacto para liberar o rolamento (fig. 6).
A maneira preferida de se desmontar rolamentos grandes é utilizar uma porca hidráulica (fig. 7). Se a seção rosqueada da bucha projetar-se além da extremidade ou ressalto do eixo, um anel de suporte tendo a maior espessura de parede possível deverá ser inserido no furo da bucha para evitar distorção e danos à rosca quando a pressão hidráulica for aplicada. A SKF recomenda a colocação de um batente atrás da porca hidráulica, por exemplo, por uma chapa de extremidade na extremidade do eixo (fig. 8). O uso de um batente evita que a bucha de desmontagem, junto com a porca hidráulica, seja completamente retirada do eixo se a bucha subitamente se separar de seu assento.
Buchas de desmontagem de rolamentos grandes são geralmente dotadas de dutos de distribuição e ranhuras para o método de injeção de óleo, poupando um tempo considerável na montagem e na desmontagem de rolamentos grandes (fig. 9)
Instruções detalhadas sobre um determinado rolamento podem ser encontradas no site skf.com/mount.
SKF logo