Cookies no site da SKF

Nós utilizamos cookies para assegurar que você tenha a melhor experiência em nossos sites e em nossos aplicativos da Web. Caso você continue sem alterar as configurações de seu navegador, entenderemos que você deu seu consentimento para receber cookies. No entanto, você poderá alterar as configurações de cookies de seu navegador a qualquer momento.

cookie_information_popup_text_2[149]

Lubrificação

As caixas de mancal SNL e SE das séries 2, 3, 5 e 6 com vedações padrão são indicadas para lubrificação a graxa. Para lubrificação a óleo, devem ser usados mancais SNL com vedações de óleo (Mancais para lubrificação com óleo) ou Mancais bipartidos da série SONL.
O lubrificante deve ser selecionado com base nas condições operacionais do rolamento. Para obter informações adicionais, consulte Seleção de lubrificantes.

Preenchimento inicial com graxa

Se não existirem outras exigências, o espaço livre no rolamento deve ser totalmente preenchido com graxa e o espaço livre no mancal deve ser preenchido até 20 a 40% de seu volume. Para evitar excesso de preenchimento, marcações em cada canto da base do mancal SE indicam o nível adequado de graxa para um preenchimento inicial de 20 ou 40% do espaço livre entre o mancal e o rolamento (fig. 1). Um preenchimento com graxa de 40% é necessário quando os rolamentos devem ser relubrificados pela lateral, enquanto que um preenchimento com graxa de 20% é usado quando os rolamentos são relubrificados através do anel externo.
Para ambientes altamente contaminados e velocidades baixas, preencha o mancal até 70 a 80%. Para a melhor proteção contra contaminantes, use a SKF Three-Barrier Solution. Para obter informações adicionais, entre em contato com o serviço de engenharia de aplicação SKF.
As quantidades para preenchimento com graxa de 20 e 40% estão listadas na tabela 1. Os valores são válidos para uma graxa de lítio típica (aproximadamente 0,95 g/cm3). Eles incluem a graxa para o rolamento e as vedações de quatro lábios ou as arruelas de vedação de borracha das vedações em V. A graxa para o preenchimento de vedações de labirinto ou de vedações de taconita de grandes diâmetros não está incluída. Para rolamentos vedados, os valores devem ser ajustados.
Na maioria das aplicações, o preenchimento com graxa inicial lubrificará adequadamente o rolamento, até que a graxa seja trocada durante o próximo intervalo de manutenção planejado.

Relubrificação

As caixas de mancal SNL e SE permitem a relubrificação dos rolamentos e vedações incorporados (fig. 2 e fig. 3):
  • Os mancais SNL e SE possuem dois furos que foram abertos e roscados para um pino graxeiro AH 1/8-27 PTF. Em um mancal novo, os furos estão cobertos por tampões plásticos. Esses tampões devem ser substituídos pelo pino graxeiro e tampão roscado fornecidos com o mancal.
  • Se um pino graxeiro maior ou outro equipamento precisa ser usado, um adaptador para alterar para uma rosca G 1/4 está disponível (Acessórios).
  • As marcações rebaixadas na parte superior da tampa do mancal indicam posições alternativas nas quais furos podem ser abertos e roscados para acomodar um pino graxeiro para relubrificação de rolamentos ou de vedações.
Relubrificação através do anel externo
O furo no centro da tampa deve ser usado para relubrificar rolamentos autocompensadores de rolos com recurso de relubrificação (um canal para lubrificação e furos no anel externo) (fig. 4). Ao aplicar graxa através do recurso de relubrificação, o eixo deve estar girando. Os rolamentos estreitos (séries de dimensões 13 e 22) na posição fixa podem ser deslocados axialmente, de maneira que o canal para lubrificação no rolamento não se alinhe com o furo para relubrificação na tampa do mancal. Certifique-se de que o rolamento esteja suficientemente centralizado ao relubrificar.
O furo na tampa de um mancal SE para relubrificação pelo centro do rolamento está posicionado deslocado do centro em relação ao eixo (fig. 5).
Relubrificação pela lateral

Quando a relubrificação é feita pela lateral, o que geralmente é necessário para rolamentos autocompensadores de esferas e rolamentos de rolos toroidais CARB, deve ser utilizado o furo deslocado no mancal. Um flange integrado no mancal guia a graxa do pino graxeiro diretamente para os elementos rolantes (fig. 6). Esse sistema de guia da graxa está disponível em mancais dos tamanhos 216 e 516-613 para cima.

Quando rolamentos montados em uma bucha de fixação precisam ser relubrificados pela lateral, a graxa deve ser introduzida pelo lado oposto à porca de fixação.

Quando rolamentos montados na extremidade de um eixo precisam ser relubrificados pela lateral, a graxa deve ser aplicada no ponto mais próximo da tampa de fechamento.

Relubrificação pela lateral para mancais com vedações em V

Ao relubrificar rolamentos pela lateral em mancais com vedações em V, monte um anel em V adicional dentro do mancal no lado em que a graxa é aplicada (fig. 7). Isso força a graxa a correr através do rolamento e sair do mancal no lado oposto.

A SKF pode fornecer um anel em V apropriado juntamente com uma placa de respingos que se encaixa no canal de vedação para cobrir um pouco mais do que a metade superior do mancal. Esses conjuntos são identificados pela designação da série ASNA, seguida pela identificação de tamanho do mancal e pelo sufixo V, por exemplo, ASNA 516 V.

Furo de dreno de graxa

Quando são usadas vedações de quatro lábios (TSN .. L) ou vedações de feltro (TSN .. C ou FS 170), a graxa não pode escapar através das vedações. Se a relubrificação é necessária, o mancal deve ter um furo de dreno de graxa.

Os mancais SNL e SE podem ser fornecidos com um furo de dreno de graxa (sufixo de designação V). Um furo de dreno de graxa pode ser aberto no mancal SNL, utilizando-se as dimensões fornecidas na tabela 2.
Para mancais SE, o furo de dreno de graxa é paralelo ao eixo (fig. 8) para facilitar o acesso após a montagem do mancal. O furo é roscado e tampado.

SKF logo