Cookies no site da SKF

Nós utilizamos cookies para assegurar que você tenha a melhor experiência em nossos sites e em nossos aplicativos da Web. Caso você continue sem alterar as configurações de seu navegador, entenderemos que você deu seu consentimento para receber cookies. No entanto, você poderá alterar as configurações de cookies de seu navegador a qualquer momento.

Tolerâncias para assentos em eixos ocos

Performance and operating conditionsBearing type and arrangementBearing sizeLubricationOperating temperature and speedBearing interfacesBearing executionSealing, mounting and dismounting

Quando um rolamento é montado em um eixo oco com um ajuste interferente, o eixo tem uma deformação mais elástica do que um eixo maciço. Como resultado, a eficácia do ajuste é menor do que para um eixo maciço de mesmo tamanho. A eficácia de um ajuste interferente em um eixo oco depende de algumas relações de diâmetro (fig. 1):
  • a relação de diâmetro do eixo oco ci = di / d
    Para as relações de diâmetro ci ≤ 0,5, a redução da eficácia é insignificante.
  • a relação de diâmetro do anel interno do rolamento ce = d / de
    Quando o diâmetro externo médio do anel interno de não é conhecido, a relação de diâmetro pode ser estimada a partir de



    onde
    cerelação de diâmetro do anel interno do rolamento
    ddiâmetro do furo rolamento [mm]
    Ddiâmetro externo do rolamento [mm]
    kfator de ajuste
    • 0,25 para rolamentos autocompensadores de esferas nas séries 22 e 23
    • 0,25 para rolamentos de rolos cilíndricos
    • 0,3 para outros rolamentos
Para relações de diâmetro do eixo ci > 0,5, a tolerância de diâmetro determinada para um assento em um eixo maciço deve ser ajustada de maneira a alcançar a mesma eficácia do ajuste no eixo oco. Isso pode ser feito com o procedimento a seguir.
  1. Determine a interferência provável média para a tolerância selecionada de um assento em um eixo maciço, ΔS (→ Tolerâncias e ajustes resultantes).
  2. Determine o aumento de interferência necessário para o assento do eixo oco no diagrama 1 com base nas relações de diâmetro ci e ce.
  3. Calcule a interferência média provável necessária para o assento no eixo oco e selecione a classe de tolerância de acordo.

Exemplo

Um rolamento rígido de esferas 6208 com d = 40 mm e D = 80 mm deve ser montado em um eixo oco com uma relação de diâmetro ci = 0,8. Qual é a classe de tolerância apropriada para o assento do eixo?

O rolamento é submetido a cargas normais, uma classe de tolerância k5 é apropriada para um assento em um eixo maciço.

  • A relação de diâmetro do anel interno do rolamento é


  • A interferência provável média em um eixo maciço é
    ΔS = (22 + 5) / 2 = 13,5 μm (→ tabela 1, k5 para um diâmetro de eixo de 40 mm)

  • O aumento na interferência do assento no eixo oco é
    ΔHS = 1,7 (→ diagrama 1, ci = 0,8, ce = 0,77)

  • A interferência exigida para o assento no eixo oco é
    ΔH = 1,7 x 13,5 = 23 μm

  • A classe de tolerância apropriada para o assento no eixo oco é m6 (→ tabela 1, a interferência provável média, (33 + 13)/2 = 23 µm)
SKF logo