Cookies no site da SKF

Nós utilizamos cookies para assegurar que você tenha a melhor experiência em nossos sites e em nossos aplicativos da Web. Caso você continue sem alterar as configurações de seu navegador, entenderemos que você deu seu consentimento para receber cookies. No entanto, você poderá alterar as configurações de cookies de seu navegador a qualquer momento.

Montagem de rolamentos com furo cônico

Performance and operating conditionsBearing type and arrangementBearing sizeLubricationOperating temperature and speedBearing interfacesBearing executionSealing, mounting and dismounting

Para rolamentos com furo cônico, os anéis internos são sempre montados com um ajuste interferente. O grau de interferência é determinado pela distância de deslocamento do rolamento em um assento do eixo cônico ou sobre uma bucha de fixação ou de desmontagem. Conforme o rolamento é deslocado em direção ao assento cônico, sua folga interna radial é reduzida. Essa redução na folga ou a distância da guia axial podem ser medidas para determinar o grau de interferência e o ajuste apropriado. Os valores recomendados de redução da folga e da guia axial são fornecidos nas seções dos produtos relevantes.
O Método SKF Drive-up é uma forma confiável e comprovada de montar rolamentos SKF em assentos cônicos. Para saber mais informações, consulte o Programa do Método SKF Drive-up.

Rolamentos pequenos e médios
Rolamentos com diâmetros do furo de até 80 mm (d ≤ 80 mm) podem ser deslocados sobre um assento cônico utilizando uma ferramenta de montagem de rolamentos ou, preferivelmente, uma porca de fixação. Para buchas de fixação, use a porca da bucha que pode ser apertada com uma chave de gancho ou de impacto. As buchas de desmontagem podem ser inseridas no furo do rolamento com uma ferramenta de montagem de rolamentos ou uma porca. Com uma rosca a partir de 50 mm, as porcas hidráulicas SKF também podem ser usadas.

Rolamentos médios e grandes
Rolamentos maiores, com diâmetros do furo superiores a 80 mm (d > 80 mm), exigem uma força consideravelmente maior para serem montados; portanto, as porcas hidráulicas SKF devem ser usadas. Onde aplicável, a SKF também recomenda utilizar eixos e buchas com canais e dutos para o método de injeção de óleo. Ao combinar os dois métodos, a montagem e desmontagem do rolamento torna-se muito mais rápida, fácil e segura. Para saber mais informações sobre os equipamentos de injeção de óleo exigidos para a porca hidráulica e o método de injeção de óleo, consulte Produtos para manutenção e skf.com/mount.

Montagem com porcas hidráulicas SKF

Rolamentos com furo cônico podem ser montados com o auxílio de uma porca hidráulica SKF:
  • em um assento de eixo cônico (fig. 1)
  • em uma bucha de fixação (fig. 2)
  • em uma bucha de desmontagem fig. 3)
A porca hidráulica pode ser posicionada em uma seção roscada do eixo (fig. 1) ou na rosca de uma bucha (fig. 2 e fig. 3). O pistão anular encosta no anel interno do rolamento (fig. 1 e fig. 2) ou em um batente no eixo, o que pode ser uma porca na rosca do eixo (fig. 3) ou uma placa conectada à extremidade do eixo. O bombeamento de óleo na porca hidráulica desloca axialmente o pistão com a força necessária para elevar o anel interno na conicidade para uma montagem precisa e segura.

Método de injeção de óleo

Com o método de injeção de óleo, o óleo sob alta pressão é injetado por meio de dutos e canais de distribuição entre o rolamento e o assento do rolamento para formar uma película de óleo. Esse filme de óleo separa as superfícies conjugadas, reduzindo consideravelmente o atrito entre elas. Geralmente, esse método é usado na montagem de rolamentos diretamente sobre assentos de eixo cônico (fig. 4). Os dutos e ranhuras necessários devem fazer parte do projeto do eixo. Esse método também pode ser utilizado para montar rolamentos em buchas de fixação ou de desmontagem se eles estiverem equipados com os recursos, dutos e canais relevantes.

Um rolamento autocompensador de rolos montado em uma bucha de desmontagem com dutos de óleo é mostrado na fig. 5. O óleo é injetado entre as superfícies conjugadas de modo que a bucha de desmontagem possa ser pressionada no furo do rolamento enquanto os parafusos são apertados.

Verificação do ajuste interferente
Durante a montagem, o grau de interferência geralmente é determinado por um dos seguintes métodos:
  • medição da redução da folga
  • medição do ângulo de aperto da porca de fixação
  • medição da guia axial
  • medição da expansão do anel interno
Para rolamentos autocompensadores de esferas, sentir a redução da folga girando o anel externo é um método adicional (  Montagem).

Medição da redução da folga

Um calibrador de folga é usado com mais frequência para medir a folga interna radial em rolamentos de rolos toroidais CARB e rolamentos autocompensadores grandes e médios. Os valores recomendados de redução da folga interna radial para obter o ajuste interferente correto são listados na seção de produto relevante.

Antes da montagem, meça a folga entre o anel externo e o rolo superior (fig. 6). Durante a montagem, meça a folga entre o anel externo ou interno e o rolo inferior, dependendo do projeto interno do rolamento (fig. 7).

Antes da medição, gire algumas vezes o anel interno ou externo. Tanto os anéis do rolamento quanto o conjunto de rolos precisam ser dispostos de modo centralizado um em relação ao outro.

Para rolamentos maiores, principalmente os que tenham anel externo de parede fina, as medições são influenciadas pela deformação elástica nos anéis, causada pelo peso do rolamento ou pela força necessária para passar a lâmina do calibrador de folga pela fresta entre a pista e um rolo sem carga. Para estabelecer a folga "verdadeira", antes e depois da montagem, use o seguinte procedimento (fig. 8):
  1. Meça a folga "c" na posição de 12 horas para um rolamento padrão ou na posição de 6 horas para um rolamento desmontado pendurado no eixo.
  2. Meça as folgas de "a" na posição de 9 horas e "b" na posição de 3 horas, sem mover o rolamento.
  3. Obtenha a folga interna radial "verdadeira" com precisão relativamente boa de 0,5(a + b + c).

Medição do ângulo de aperto da porca de fixação

Esse método pode ser usado ao montar rolamentos com um diâmetro do furo d ≤ 120 mm. Valores recomendados para o ângulo de aperto α são listados na seção de produto relevante.

Antes de iniciar o procedimento de aperto final, empurre o rolamento no assento cônico até que ele esteja firme na posição. Apertando a porca pelo ângulo α recomendado (fig. 9), o rolamento é deslocado na distância adequada sobre o assento cônico. O anel interno do rolamento, então, terá o ajuste interferente necessário. A folga residual deve ser verificada se possível.

Medição da guia axial

É possível montar rolamentos com furo cônico medindo a guia axial do anel interno no assento. Os valores recomendados para a guia axial necessária são listados nas seções de produtos relevantes.

No entanto, o Método SKF Drive-up é recomendado para rolamentos grandes e médios. Esse método de montagem proporciona uma maneira fácil e confiável de determinar o grau de interferência. O ajuste correto é obtido controlando o deslocamento axial do rolamento em uma posição predeterminada. O equipamento para o Método SKF Drive-up é exibido na fig. 10. Ele inclui uma porca hidráulica SKF (1) instalada com um mostrador (2) e uma bomba hidráulica (3) instalada com um manômetro (4).

O Método SKF Drive-up é baseado em um procedimento de montagem em duas etapas (fig. 11):
  • Etapa 1
    Empurre o rolamento para a posição inicial aplicando a pressão indicada na porca hidráulica.
  • Etapa 2
    Aumente a pressão na porca hidráulica para que o anel interno do rolamento seja empurrado ainda mais no assento cônico até a posição final. O deslocamento indicado é medido pelo mostrador.
Os valores recomendados para a pressão de óleo necessária a fim de alcançar a posição inicial e o deslocamento axial para atingir a posição final de rolamentos individuais estão disponíveis no Programa do Método SKF Drive-up.

Medição da expansão do anel interno

A medição da expansão do anel interno é um método rápido e preciso para determinar a posição correta de rolamentos de rolos toroidais CARB e rolamentos autocompensadores grandes nos assentos (d ≥ 340 mm, conforme a série). Para aplicar esse método, use ferramentas de montagem hidráulica comuns e um SensorMount, que consiste em um rolamento com um sensor integrado no anel interno e um indicador portátil dedicado (fig. 12). Aspectos como tamanho do rolamento, material do eixo e projeto (maciço ou oco) e acabamento superficial não necessitam de atenção especial.

SKF logo