Cookies no site da SKF

Nós utilizamos cookies para assegurar que você tenha a melhor experiência em nossos sites e em nossos aplicativos da Web. Caso você continue sem alterar as configurações de seu navegador, entenderemos que você deu seu consentimento para receber cookies. No entanto, você poderá alterar as configurações de cookies de seu navegador a qualquer momento.

Modelos e variantes

Projetos comuns

O projeto mais comum dos rolamentos de uma carreira de rolos cilíndricos é mostrado aqui.

Rolamentos modelo NU (fig. 1)

  • têm dois flanges integrados no anel externo e nenhum flange no anel interno
  • podem suportar o deslocamento axial do eixo em relação ao mancal em ambas as direções
  • podem ser usados com um anel de encosto adequado para estabilizar o rolamento na direção axial (→ Anéis de encosto apropriados)

Rolamentos modelo N (fig. 2)

  • têm dois flanges integrados no anel interno e nenhum flange no anel externo.
  • podem suportar o deslocamento axial do eixo em relação ao mancal em ambas as direções

Rolamentos modelo NJ (fig. 3)

  • têm dois flanges integrados no anel externo e um no anel interno
  • podem suportar o deslocamento axial do eixo em relação ao mancal em uma direção apenas
  • são usados para fixar o eixo axialmente em uma direção
  • podem ser usados com um anel de encosto adequado para estabilizar o rolamento na outra direção axial (→ Anéis de encosto apropriados)

Rolamentos modelo NUP (fig. 4)

  • têm dois flanges integrados no anel externo e um flange integrado e um não integrado (ou seja, um anel de flange solto) no anel interno
  • são usados para fixar axialmente um eixo em ambas as direções

Rolamentos em polegadas

O projeto dos rolamentos em polegadas SKF nas séries CRL e CRM (→ tabela de produtos) está em conformidade com o modelo N métrico (fig. 2). Eles são usados principalmente no mercado de peças de reposição, e, portanto, a SKF recomenda não usar esses rolamentos em novos projetos de arranjos de rolamentos.

Anéis de encosto apropriados (colares axiais)

  • são usados com os rolamentos modelo NU para fixar o eixo axialmente em uma direção (fig. 5)
    Os anéis de encosto não devem ser usados em ambos os lados dos rolamentos modelo NU, pois isso pode causar travamento axial dos rolos.
  • são utilizados com rolamentos modelo NJ para fixar o eixo axialmente em ambas as direções (fig. 6)
  • são feitos de aço carbono-cromo
  • são temperados e retificados
  • têm um desvio axial máximo em conformidade com a classe de tolerância normal para o rolamento apropriado
  • são identificados pela designação da série HJ, seguida pela série de dimensões e pelo tamanho de rolamento adequados
  • estão disponíveis conforme a lista na tabela de produtos.
  • precisam ser pedidos separadamente

Entre as razões para projetar os anéis de encosto em um arranjo de rolamentos estão:

  • nenhum rolamento fixo modelo NJ ou NUP na linha de produtos
  • para fornecer um assento de anel interno prolongado para rolamentos com cargas pesadas na posição bloqueada:
    • um assento do anel interno de largura total dos rolamentos modelo NJ com um anel de encosto HJ em comparação aos rolamentos modelo NUP com anel interno menor e flange solto
  • para simplificar os procedimentos de montagem ou projeto
Outros modelos

Rolamentos modelo NUB (fig. 7)

  • têm dois flanges integrados no anel externo e nenhum flange no anel interno que é prolongado em ambos os lados
  • podem suportar o deslocamento axial do eixo em relação ao mancal em ambas as direções

Rolamentos modelo NJP (fig. 8)

  • têm dois flanges integrados no anel externo e um flange não integrado (ou seja, um anel de flange solto) no anel interno
  • são usados para fixar o eixo axialmente em uma direção

Rolamentos modelo NF (fig. 9)

  • têm dois flanges integrados no anel interno e um flange integrado no anel externo
  • são usados para fixar o eixo axialmente em uma direção

Rolamentos modelo NP (fig. 10)

  • têm dois flanges integrados no anel interno e um flange integrado e um não integrado (ou seja, um anel de flange solto) no anel externo
  • são usados para fixar axialmente um eixo em ambas as direções
Outras variações

Rolamentos sem anel interno ou externo

  • estão disponíveis com base em:
    • Rolamentos modelo NU sem anel interno (série RNU, fig. 11)
      → permitem que o diâmetro do eixo seja maior para oferecer um eixo mais forte e mais rígido
      → fornecem diâmetro interno Fw limites de tolerância dentro de F6Ⓔ quando os rolos estão em contato com a pista do anel externo
      → estão listados na tabela de produtos para determinados tamanhos
    • Rolamentos modelo N sem um anel externo (série RN, fig. 12)
  • podem suportar o deslocamento axial – do eixo em relação ao mancal – limitado pela largura da pista:
    • no eixo para rolamentos RNU
    • no mancal para rolamentos RN
  • costumam ser utilizados nas aplicações em que pistas temperadas e retificadas podem ser usinadas no eixo ou no mancal (→ Pistas em eixos e mancais)

Rolamentos com furo cônico (fig. 13)

  • estão disponíveis com um furo cônico de 1:12 (sufixo de designação K)
  • têm uma folga interna radial maior que os rolamentos correspondentes com furo cilíndrico

Os rolamentos com uma ranhura para anel de retenção no anel externo (fig. 14)

  • são identificados pelo sufixo de designação N
  • podem ser axialmente fixados no mancal por um anel de retenção:
    • para economizar espaço
    • para reduzir o tempo de montagem

Os rolamentos com rasgos de fixação no anel externo (fig. 15)

  • estão disponíveis com um ou mais rasgos de fixação (sufixo de designação N1 ou N2)
    Os rasgos de fixação são posicionados 180° um do outro.
  • podem ser usados para impedir que o anel externo gire onde deve ser montado com um ajuste deslizante
Rolamentos pareados
  • são combinados de modo que qualquer diferença na altura transversal dos rolamentos usados em um conjunto pareado fique dentro de uma faixa de tolerância bem pequena
    Essa tolerância menor é uma precondição para o compartilhamento de carga uniforme entre os rolamentos.
  • podem ser fornecidos como:
    • conjuntos de dois rolamentos (sufixo de designação DR)
    • conjuntos de três rolamentos (sufixo de designação TR)
    • conjuntos de quatro rolamentos (sufixo de designação QR)
Gaiolas

Os rolamentos de uma carreira de rolos cilíndricos SKF estão equipados com uma das gaiolas mostradas na tabela 1.

Quando usados em temperaturas altas, alguns lubrificantes podem causar um efeito prejudicial nas gaiolas de poliamida. Para obter mais informações sobre a adequação das gaiolas, consulte Gaiolas e Materiais da gaiola.

SKF logo