Cookies no site da SKF

Nós utilizamos cookies para assegurar que você tenha a melhor experiência em nossos sites e em nossos aplicativos da Web. Caso você continue sem alterar as configurações de seu navegador, entenderemos que você deu seu consentimento para receber cookies. No entanto, você poderá alterar as configurações de cookies de seu navegador a qualquer momento.

Capacidade de transmissão de potência

O torque transmitido pelo acoplamento OKC é diretamente proporcional à pressão da superfície entre a bucha interna do acoplamento e o eixo depois de a bucha externa ter sido deslocada axialmente. O deslocamento necessário, que é atingido quando o diâmetro da bucha externa tiver aumentado a dimensão ΔD para os acoplamentos OKC, OKCS e OKCX, e o comprimento do deslocamento indicado para os acoplamentos OKF fornecidos nas tabelas, garantirão uma pressão de 120 N/mm2 para acoplamentos para OKC e OKCS, 70 N/mm2 para acoplamentos OKCX e 100 N/mm2 para acoplamentos OKF
A tabela lista o torque máximo que pode ser transmitido, que calculado usando a equação:
Mtmax = π da2 B p μ/2000

onde
Mtmax=torque transmissível máximo [Nm]
da=diâmetro do eixo [mm]
B=comprimento da pressão eficaz (igual a da) [mm]
p=pressão mínima da superfície entre o eixo e a bucha interna [N/mm2]
  • 120 N/mm2 para OKC e OKCS
  • 70 N/mm2 para OKCX
  • 100 N/mm2 para OKF
μ=
coeficientes de atrito (0,14, para OKCX 0,3)
Se o acoplamento está sujeito a forças axiais, o efeito delas na capacidade de transmissão de potência é normalmente insignificante. O torque transmissível é obtido a partir da equação

Mt = √(Mtmax2 - ( Fa da / 2000)2)

onde
Mtmax=torque transmissível máximo [Nm]
Fa=força axial [N]
da=diâmetro do eixo [mm]
O torque permitido é obtido a partir de:

M = Mtmax ou Mt / f

onde
M=torque permitido [Nm]
Mtmax=torque transmissível máximo [Nm]
f=fator de segurança, que pode ser selecionado a partir da tabela
SKF logo